NÃO MORREREI, ANTES VIVEREI (POIS TENHO O FAVOR DO REI)


comcristo200706191456111

“Não morrerei; antes viverei e contarei as obras do Senhor” (Sl 118:17).

Naqueles dias, Ezequias adoeceu duma enfermidade mortal, veio ter com ele o profeta Isaías, filho de Amoz e lhe disse: “Assim diz o Senhor, põe em ordem tua casa, porque morrerás e não viverás (II Rs 20:1)

Sabe. Se olharmos este texto isoladamente, podemos ter a visão de um Deus julgador em extremo, insensível e punidor. E para muitos que não conhecem o Senhor, esta imagem foi a imagem de Deus que lhes foi passada. Muitos não entendem os propósitos de Deus na vida de um homem, nem o próprio homem.

Muitos propósitos há no coração do homem, mas o desígnio do Senhor permanecerá. (Pv 19:21).

Porque para todo propósito há tempo e modo;porquanto é grande o mal que pesa sobre o homem (Pv 8:6)

Mesmo quando sentenças de morte são proferidas sobre a nossa vida (vindas do próprio Deus, de Satanás e de nossos inimigos)o Senhor segundo a Sua vontade e nossa ação pode mudar a sorte e reverter o quadro desfavorável.

Se vermos o contexto da história de Ezequias podemos ter uma nova visão de Deus e tirar algumas lições para a nossa vida diária.

Dentre essas lições, a primeira que podemos citar é: Para Deus tudo vem para um fim proveitoso, apesar das provações( Tg 1:2), mesmo quando recebemos uma notícia como esta de doença mortal. Muitas vezes não entendemos os porquês.

– Por que aconteceu isso comigo?
– Por que o Senhor que tirar a minha vida ?
– Por que Ele não me cura? (Jr 14:19).

Mas nós nunca perguntamos:

Aonde o Senhor quer chegar com esta situação?
Qual será o propósito de Deus nisso ?
O que Ele quer me mostrar com isso?

Ezequias apesar de ser um homem reto perante Deus(II Rs 29:2) um rei adorador e temente a Deus (II Cr 29:29)se tornara orgulhoso por suas riquezas (Is 39:2).
Diz a palavra que seu coração se exaltou diante dos benefícios que Deus lhe fizera (2 Cr 32:25). Apesar de como rei ter restabelecido o culto a Deus (II Cr 29:20), Ezequias deixou que o orgulho lhe subisse a cabeça.

Creio que para muitos cujo o orgulho já subiu a cabeça, só uma notícia que envolva “ vida” e “morte”, poderá tornar sensível a buscar e voltar a Deus. Muitas vezes a dor e o fundo do poço faz com que muitos se acheguem a luz. Onde o “eu” não mais resolve e sim o Senhor.

E foi o que aconteceu com Ezequias que apesar de temer a Deus, o Senhor precisou levar um “temor de morte” para que ele enxergasse a sua situação espiritual e para que o Senhor o conduzisse ao Seu propósito. Mesmo diante da morte ,em todo propósito de Deus existe um fim proveitoso.

Um outro exemplo disso, podemos citar a vida de Jó. Jó foi acometido de tumores malignos(Jó 2:7), passou por aflições (Jó 16:6-7). Jó não entendia os porquês de Deus (Jó 3:11-12). Jó não entendia sua situação (Jó 23:3) não sabia o motivo de tudo aquilo. Mas Jó confiava em Deus e sabia que o caminho dele estava na mãos de Deus (Jó 23:10), embora não conseguisse ver a Deus (Jó 23;8-9). E por confiar em Deus é que a vida de Jó mudou. Ao final de tudo aquilo que passou e o propósito de Deus realizado qual foi a declaração de Jó:

Bem sei que que tudo podes e nenhum dos teus planos podem ser frustrados. Na verdade falei o que não entendia. Eu te ouvia só de ouvir, mas agora os meus olhos te vêem.
(Jó 42:2-3;5).

Vemos que o Senhor queria se revelar a Jó, revelar sua face, para que aquele servo pudesse vê-lo E aconteceu que a credibilidade de Jó aumentou diante de Deus a tal ponto que sua intercessão a favor de seus amigos néscios acabou sendo aceita por Deus. (Jó 42:8-9).

Outra lição que podemos tirar da doença de Ezequias para nossa vida é o
PODER DA SÚPLICA. (oração com instância e humildade)

Quando Ezequias recebeu do profeta Isaías a noticia que iria morrer o que Ele fez ? Será que saiu desesperado,procurando precipitar a morte ? Será que procurou colocar a culpa nos homens ou em Deus ? Não. Ezequias virou os rosto para a parede e orou a Deus (II Rs 20:2). Orou justificando-se ao Senhor, se quebrantando na presença de Deus. A palavra diz que ele chorou muito. Sabemos que sacrifícios agradáveis a Deus são o espírito quebrantado e coração compungido e contrito pelo qual o Senhor não desprezarás (Sl 51:17). E realmente o Senhor não desprezou e antes mesmo do profeta ter saído do pátio, o Senhor respondeu a oração de Ezequias tendo o sarado e acrescentando-lhe 15 anos.

A intimidade dele com o Senhor não ajudou a se desvencilhar de seu orgulho. pois, mesmo após ser curado, procurou mostrar ao rei da Babilônia todos o seu tesouros(II Rs 20:12-13). O desígnio de Deus na vida de Ezequias era tratar seu orgulho, para que a dependência fosse totalmente do Senhor e não das riquezas.
Apesar disso, Ezequias foi exemplo por sua oração a Deus em meio a angústia.
Ezequias intercedeu por sua vida, mesmo diante de uma notícia desfavorável a seu respeito, vinda de um homem de Deus.
Imagine se isso acontecesse com você ? E se Deus usasse um homem de Deus para dizer que você iria morrer ? Ezequias não perdeu tempo pedindo conselhos, ele orou de todo o coração. E nós somos achados por Deus quando oramos assim. O Senhor pode mudar a qualquer momento a nossa sorte(Jr 29:11-14).

Podemos ver o propósito de Deus diante de circunstâncias desfavoráveis quando oramos de todo o nosso coração, e isso faz mudar a sorte de nossas vidas e até de uma nação inteira. O Senhor pode revogar qualquer decreto contrário a nosso respeito e de nossos irmãos, quando obtemos o favor do Rei.

O FAVOR DO REI PODE MUDAR A SORTE

Um exemplo de oração e favor do Rei em meio a sentença de morte , aconteceu no livro de Ester. Um decreto foi proferido contra Mordecai, pois este não se inclinava a Hamã, (príncipe do rei Assuero). E Hamã sabendo que se somente atingisse Mordecai de nada adiantaria , resolveu decretar a morte dos judeus .(Et 3:8-9)
Exercendo plenos poderes de rei (Et 3:10-11) Hamã teve autoridade outorgada pelo rei Assuero quando este recebeu do rei o anel que selava os decretos. O rei era tido como Deus pelos seus súditos e quando uma lei era decretada , não se revogava (Et 8:8). Cartas seladas com o decreto do rei foram enviadas as províncias, para que destruíssem, matassem e lançassem a perder todos os judeus, do mais velho ao mais novo (Et 3:13), através disso uma enorme tristeza abateu os judeus.(Et 4:3). Quando Mordecai soube do decreto contra os judeus , clamou a plenos pulmões, pelo meio da cidade, até entrar pelas portas do rei e foi intenso seu clamor (Et 4:1-2).

Mais uma lição que podemos tirar é o PODER DA ORAÇÃO DO JUSTO e quão muito é a sua eficácia (Pv 15:8; Tg 5:16). Mordecai era justo e mostrara sua justiça quando denunciou a conspiração contra o rei Assuero e confiava que o seu Senhor poderia mudar o quadro de seu povo.

Ester por sua vez sabia que para obter o favor do rei era preciso que um outro Rei(muito maior) tocasse a vida do líder da Pérsia para que um milagre acontecesse e mudasse a sorte de seu povo. Ester ao saber do decreto resolveu traçar uma estratégia espiritual através do PODER DA ORAÇÃO INTERCESSÓRIA.
Ela resolveu jejuar com suas moças(Et 4:16), para que no tempo certo se apresentasse diante do Rei.(Et 4:16). Resolveu jejuar por 3 dias, para que se encontrasse com o rei ao terceiro dia. Antigamente a única forma que uma pessoa poderia obter o favor do rei era se ele estendesse seu cetro de ouro na direção do pedinte para que vivesse (Et 4:11). Ester sabia disso, foi então que ela recorreu ao um REI MAIOR, Rei da Glória (Sl 24:7-10)que tem no seu manto e na sua coxa, inscrito Rei dos Reis (Ap 19:16) constituído por Deus que com cetro de ferro regerás todas as nações da terra (Sl 2:6;9;Ap 12:5). Ela sabia que se esse Rei estendesse seu cetro de justiça sobre ela a sua causa seria ouvida e o decreto será revogado.
Seu pedido ao Rei foi simples e direto: Um banquete para ao rei na presença do seu adversário. Enquanto o adversário se exaltava (Et 5:11) o Senhor preparava o banquete de Ester. Aleluia !!!

E Deus preparou um banquete e Hamã foi desmascarado.(Et 7:1-10).

Amados,quando agimos em sinceridade com Deus, muitas vezes reconhecendo nossa fraqueza diante das circunstâncias da vida, mas reconhecendo a força do Senhor, o Senhor prepara uma mesa na presença dos nossos adversários (Sl 23:5).

Nós achamos favor diante de Deus e essa graça nos basta.

Quando nós não depositamos nossa fé em nós mesmos, somos alcançados pela Graça, somos alcançados pelo favor de Deus, o favor do Rei.

O apóstolo Paulo também soube disso quando o Senhor lhe falou: A minha graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, mais me gloriarei nas fraquezas, para que sobre mim repouse o poder de Cristo (II Cor 12:9).

Da história de Ester podemos tirar lições tremendas para uma oração respondida

1) Humildade e Quebrantamento: Tanto Ester e Mordecai não tentaram solucionar o problema com suas próprias forças, eles reconheceram o poder de Deus. Se humilharmos ante a presença de Deus, o Senhor verá e ouvirá nossa oração(II Cr 7:14-15). Humildade, sinceridade quebrantamento e arrependimento são as chaves para uma oração respondida. Daniel diz que ao Senhor pertence a justiça, mas a nós o corar de vergonha (Dn 9:7-8). Apesar de Ester e Mordecai não terem pecado eles sentiram o peso do pecado do povo. Um peso muito maior que este foi carregado pelo nosso Senhor Jesus naquela cruz. Ele mesmo intercedeu por nós naquela cruz dizendo: Pai perdoa-lhes, eles não sabem o que fazem (Lc 23:34) E Jesus é nosso maior exemplo de humildade.

2) Petição : Ela pediu. Parece absurdo dizer isso , mas muitos crentes querem que Deus faça algo sem pedir a Ele (Jo 16:24;Tg 4:2). Muitos não recebem porque não pedem. O mais engraçado é que muitos reclamam de Deus por algo que não foi pedido. Como você receberá algo pelo qual não pediu. O que aconteceria com o povo judeu se Ester e Mordecai não tivessem recorrido a Deus. Deus conhece sua necessidade, mas quer saber o quanto aquilo é importante para você. Ele conhece a nossa natureza e sabe que aquilo que realmente necessitamos, nós corremos atrás. E nosso Pai não quer nos mimar, dando tudo que pedimos, mas somente aquilo que precisamos realmente. Nem tudo que imaginamos ser necessário é para Deus.

3) Petição sincera e sábia: O favor o Rei não virá do que você pede, mas como você pede. A palavra do Senhor diz que não recebemos porque pedimos mal para nosso próprio interesse (Tg 4:3). O favor do rei não virá do que você pede, mas como você pede. Ester tratou com sabedoria o rei Assuero, aproveitando a oportunidade dada. A palavra diz que devemos nos portar com sabedoria para os que são de fora, aproveitando as oportunidades que o Senhor nos dá, sendo nossa palavra agradável, para saberdes como deveis responder a cada um (Cl 4:5-6). Alguns crentes querem “meter fogo em tudo” (principalmente nos ímpios) e acabam se queimando com isso. Por isso muitos não recebem. Se pedirmos sabedoria ele nos dará, mas será para aqueles que são retos diante Dele (Pv 2:6-10). Ele nos dará sabedoria se tivermos fé em nada duvidando(Tg 1:5-6). Um outro exemplo de sabedoria foi a Daniel ante ao rei Nabucodonozor (Dn 4). Quando oramos e agimos com sabedoria até os ímpios reconhecem nosso Deus e nos coloca em posições de autoridade (Et 9:29;10 ) (Dn 4:34-37;5:29)
Temos que pedir sabedoria ao Espírito Santo para que possamos ser ouvidos pelo Rei.
É o Espírito Santo que intercede por nós ao Rei. Nosso Deus nos pergunta: Qual será sua petição : Qual seu desejo: (Et 5:3;6)

4) Intercessão do Espírito: Além da nossa intercessão existe uma outra “semelhantemente” a essa que é a intercessão do Espírito. Foi por ela que Ester obteve o favor do Rei. Também o Espírito, semelhantemente nos assiste em nossa franqueza, porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira, com gemidos inexprimíveis. E aquele que sonda os corações sabe qual é a mente do Espírito, porque segundo a vontade de Deus é que ele intercede pelos santos. (Rm 8:26). Peça ao Espírito Santo de Deus , o Consolador, que seja manifesta nossas iniquidade e faça vir juízo sobre sua vida, fazendo lembrar de seus pecados(Jo 16:8) ou de seu povo. Sabemos que as vossas iniqüidades fazem separação entre vós e vosso Deus e que se não confessarmos , Ele não nos ouvirá (Is 59:3), mas se confessarmos Ele é fiel e justo para nos perdoar de todo pecado (Sl 32:5; I Jo 1:9).

5) Perseverança: Ester perseverou até ver seu pedido concretizado. O Senhor mais do que ninguém sabe o que você necessita(Mt 6:8). Muitas vezes pedimos e esquecemos logo o que pedimos. Devemos perseverar e vigiar até ver nossa oração respondida(Cl 4:2) nem que para isso precise esperar dias, meses ou até anos. O profeta Daniel nos mostrou isso quando orou por 21 dias (Dn 10:13). Ainda que o inimigo queira desanimar, a resposta final vem do Senhor (Pv 16:1), quando esperamos confiantemente Nele (Sl 40:1).

Amados nosso Deus pode mudar a sorte . Nós não somos diferentes de um rei (Ezequias), de uma rainha (Ester), de um profeta (Daniel ) e de um servo (Jó). A história deles nos incita a orarmos até alcançarmos a benção. A questão é:

Queridos, quando a morte esta às portas e nos assola, o que fazemos ?

Quando vem a escuridão sobre nossas vidas temos recorridos a luz ?

O que temos feito para revogar decretos de morte que são lançados sobre nossas vidas ?

Será que muitas vezes não temos nos conformado com a situação que atravessamos ?

A verdade é que o fatalismo tem invadido nossas vidas e o conformismo nossas mentes. Quando não agimos pela fé deixamos a sorte ao inimigo e não a Deus e é por isso que temos sofrido tanto. Remova então a pedra do orgulho próprio, da auto suficiência e auto comiseração. O Senhor não te chamou para a morte, mas para vida. Muitas vezes nossas enfermidades não são para morte, e sim para a Glória de Deus para que o filho seja glorificado. (Jo 11:4), mas insistimos em ver as circunstâncias desfavoráveis.(Jo 11:32). Não é a presença de Jesus que fará diferença, mas a Fé nele. (Mt 8:8).

Jesus não apenas ressuscitou , mas ele é a própria ressurreição : “Quem crer em mim ainda que morra , viverá” (Jo 11:25)

Nosso Deus pode revogar decretos de morte e mudar a nossa sorte e transformar nosso pranto em festa e nossa tristeza em alegria. (Sl 30), Como na festa do Purim (festa das sortes), Deus pode revogar um decreto de morte e mudar a sua sorte hoje mesmo, basta você crer e pedir. Mas para que isso ocorra, devemos deixar de fazer festa naquilo que é para corarmos de vergonha e deixamos de alegrarmos com a fatalidade que nos assola. A palavra do Senhor diz:

Afligi-vos, lamentai e chorai. Converta-se o vosso riso em pranto, e a vossa alegria, em tristeza.
Humilhai-vos na presença do Senhor e Ele vos exaltará. (Tg 4:9-10).

Só assim você verá Deus mudando quadro, a história de sua vida, Ao final veremos que o vale da sombra da morte passou(Sl 23:4) , a nossa confiança no Senhor aumentou (Sl 125) e passamos a estar eternamente em vida com Ele no cume dos montes(Is 2:2), no Seu esconderijo, descansando agora debaixo de Sua sombra poderosa (Sl 91:1).

Profetiza , amados sobre os ossos secos e a carne virá, profetiza filhos sobre o espírito e a vida voltará (Ez 37:8-10).

A morte não terá mais poder e domínio sobre sua vida, sua descendência e sua nação, pois você obteve o favor do Rei e isso servirá de testemunho para outras gerações.

Hoje o  Hamã de nossa vidas, tem outro nome que é Satã, ou seja.. Satanás.
Nosso maior inimigo, que é nosso adversário não terá poder de nos cirandar, de nos atingir se estivermos cobertos pelo sangue do Cordeiro. O adversário não terá poder
se estivermos debaixo da mão poderosa de Deus em humildade e submissão. Ao invés disso, o Senhor nos exaltará (Tiago 4:6-7;10)

Então não perca tempo e hoje mesmo clame com fé ao Senhor :

Jesus, Filho de Davi
Tem compaixão de mim
Não morrerei , mas em teu nome viverei
E tuas obras eu contarei

Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra viverá. E todo que vive e crê em mim não morrerá eternamente. Crês isto ?( Jo 11:25-26)

Se creres verá a Glória de Deus (Jo 11: 40)

Porei em vós o meu Espírito, e vivereis, e vos estabelecerei a vossa própria terra.
Então sabereis que Eu, o Senhor, disse isto e o fiz, diz o Senhor. (Ez 37: 14)

Anúncios

Sobre Anderson Cássio de Oliveira

Líder do ministério Missão Com Cristo, avivalista apologético, trabalha principalmente com ensino, discipulado e serviço cristão, voltados a levar a Igreja do Senhor a um avivamento genuíno (com base nas Escrituras). Administrador do blog de missões - Chamado para as Nações.
Esse post foi publicado em artigos e marcado , . Guardar link permanente.

2 respostas para NÃO MORREREI, ANTES VIVEREI (POIS TENHO O FAVOR DO REI)

  1. Marcos Oliva disse:

    Achei ótimo sua mensagem , sua explanaçã é perfeita , belo e raro dom de Deus , use sempre seu dom , obrigado por nos iluminar !
    Paz e bem !

    Marcos Oliva

  2. Marcos Oliva disse:

    Achei ótimo sua mensagem , sua explanação é perfeita , belo e raro dom de Deus , use sempre seu dom , obrigado por nos iluminar !
    Paz e bem !

    Marcos Oliva
    Igreja Batista do Catiapoan
    São vicente – SP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s