O Senhor é fogo consumidor – O verdadeiro fogo de Deus – (parte 3)



O Senhor é fogo consumidor – O verdadeiro fogo de Deus – (parte 3)

Então aqueles que temeram ao SENHOR falaram freqüentemente um ao outro; e o SENHOR atentou e ouviu; e um memorial foi escrito diante dele, para os que temeram o SENHOR, e para os que se lembraram do seu nome.
E eles serão meus, diz o SENHOR dos Exércitos; naquele dia serão para mim jóias; poupá-los-ei, como um homem poupa a seu filho, que o serve.
Então voltareis e vereis a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus, e o que não o serve.(Ml 3:16-18)

Aqui baixo publico um artigo muito interessante sobre o “fogo de Deus” do Pr. Ismar Vieira Malta

O Fogo de Deus

Estudaremos um pouco sobre Fogo de Deus e fogo estranho em Sua obra.

FOGO:

O que é fogo natural? Fogo natural é o desenvolvimento simultâneo de calor e luz produzido pela combustão.

O fogo natural pode ser produzido naturalmente por diversos produtos inflamáveis, por atritos e etc. Esse fogo é útil na cozinha, nas indústrias, enfim, ele se faz necessário na vida do ser humano.

Porém, quero falar aqui do fogo de Deus e não do fogo natural. A Bíblia diz que a palavra de Deus e que o Próprio Deus também é fogo, o profeta diz em (Jeremias 23:29) “Não é a minha palavra como fogo, diz o SENHOR, e como um martelo que esmiúça a penha?” Em Hebreus está escrito que Deus é um fogo consumidor, (Hebreus 12:29) “Porque o nosso Deus é um fogo consumidor”.

FOGO NO SENTIDO ESPÌRITUAL:

Existe fogo de Deus e fogo que não é de Deus, tem fogo que Deus está e tem fogo que Deus não está. Na jornada no deserto sempre tinha fogo de Deus guiando o povo. (Êxodo 13:21 e 22) “E o SENHOR ia adiante deles, de dia numa coluna de nuvem, para os guiar pelo caminho, e de noite numa coluna de fogo, para os alumiar, para que caminhassem de dia e de noite. Nunca tirou de diante da face do povo a coluna de nuvem, de dia, nem a coluna de fogo, de noite”.

Fogo que Deus está presente sempre é bênçãos, (Êxodo3:2 e 3) “E apareceu-lhe o Anjo do SENHOR em uma chama de fogo, no meio de uma sarça; e olhou, e eis que a sarça ardia no fogo, e a sarça não se consumia.E Moisés disse: Agora me virarei para lá e verei esta grande visão, porque a sarça se não queima”. No Monte Sinai também Deus estava presente em fogo, (Êxodo 19:18) “E todo o monte Sinai fumegava, porque o SENHOR descera sobre ele em fogo; e a sua fumaça subia como fumaça de um forno, e todo o monte tremia grandemente”. Nos pactos que Deus fazia com homens fieis sempre aparecia fogo, veja com Abraão, (Gênesis 15:18) “Naquele mesmo dia, fez o SENHOR um concerto com Abrão…” .

FOGO ESTRANHO:

Esse fogo é perigoso e nele Deus não está, (1 Reis 19:12) “E, depois do terremoto, um fogo; porém também o SENHOR não estava no fogo…”. Existem vários fogos estranhos com outros nomes conforme descreveremos adiante; inquietude, (Filipenses 4:6) “Não estejais inquietos por coisa alguma; antes, as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus, pela oração e súplicas, com ação de graças”. Em (Mateus 6:34) “Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal”. Murmuração em casa, (Deuteronômio 1:27) “E murmurastes nas vossas tendas…”. O Apostolo Judas também escreveu sobre os murmuradores, (Judas 1:16) “Estes são murmuradores, queixosos da sua sorte, andando segundo as suas concupiscências, e cuja boca diz coisas mui arrogantes, admirando as pessoas por causa do interesse”.
Murmurar e pecado abominável diante de Deus, (1 Coríntios 10:10) “E não murmureis, como também alguns deles murmuraram e pereceram pelo destruidor”. Lembremos de Miriam que murmurou contra Moisés e ficou leprosa, O Apostolo Pedro recomenda a quem tem esse fogo que o deixe para seu próprio bem, (1 Pedro 2:1 ao 3) “Deixando, pois, toda malícia, e todo engano, e fingimentos, e invejas, e todas as murmurações, desejai afetuosamente, como meninos novamente nascidos, o leite racional, não falsificado, para que, por ele, vades crescendo, se é que já provastes que o Senhor é benigno”. Fogo esse, mantido pelo inferno, (Tiago 3:6) “A língua também é um fogo; como mundo de iniqüidade, a língua está posta entre os nossos membros, e contamina todo o corpo, e inflama o curso da natureza, e é inflamada pelo inferno”.

No passado houve uma rebelião, com tremenda ousadia ofereciam fogo estranho em seus incensários, porém veio fogo do Senhor e os consumiu, (Números 16:35) “Então, saiu fogo do SENHOR e consumiu os duzentos e cinqüenta homens que ofereciam o incenso”. Os filhos do Sacerdote Arão morreram por levarem fogo estranho diante de Deus, (Números 26:6) “Porém Nadabe e Abiú morreram quando trouxeram fogo estranho perante o SENHOR”.

Hoje vemos fogo estranho por toda parte, ensinos errados, falta de doutrina, a Igreja se misturando com o mundo, pastores pensando que são donos da Igreja, subjugando os simples, não tendo mais condições de dirigir a Igreja, mas pensando que são insubstituíveis continuam na frente do trabalho, outros fazendo tudo para tomar o lugar para si sem se incomodarem com o prejuízo que darão à obra, esses tais só se preocupam com seu bem estar, em mira está a grana outros fazendo das Igrejas trampolins para conseguirem se elegerem na política, tudo isso não serão fogo estranho no trabalho de Deus que requer que sejamos um povo especial e separado do mundo, mormente porque estamos vendo a corrupção assustadora nos meios políticos, (Tito 2:12) “Ensinando-nos que, renunciando à impiedade e às concupiscências mundanas, vivamos [neste] presente século sóbria, justa e piamente”. Alegam os tais que entram na política para preservar os direitos das Igrejas, se esquecem que para cuidar da Igreja em primeiro lugar está o Espírito Santo, e depois nós que fomos chamados para cuidar do rebanho de Cristo e não para sermos políticos, (Atos 20:28) “Olhai, pois, por vós e por todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de Deus, que ele resgatou com seu próprio sangue”. Como podemos cuidar da Igreja e da política ao mesmo tempo? Cuidado Deus não aceita fogo estranho em Sua obra e um dia prestaremos conta do nosso trabalho.

Um grande exemplo: Moises recusou ser chamado filho da filha de Faraó preferindo a obra de Deus (Hebreus 11:24) “Pela fé, Moisés, sendo já grande, recusou ser chamado filho da filha de Faraó”. Paulo que era doutor da Lei deixou tudo de lado e trabalhou o que pode pela Igreja. Se Moisés e Paulo se levantassem da sepultura hoje iriam contemplar os ensinos errados e a falta de fogo de Deus no meio religioso, diriam parem com esses fogos estranhos e voltem aos ensinos que deixamos escritos. Por certo ficariam horrorizados e lhes diriam como disse aos Gálatas, “Maravilho-me de que tão depressa passásseis daquele que vos chamou à graça de Cristo para outro evangelho”. (Gálatas 1:6).

FOGO DE DEUS:

Fogo de Deus abençoa, a ira de Deus se acendeu de tal maneira sobre os rebeldes que Moisés mandou Arão por fogo no incensário e ir rápido fazer expiação para evitar que todos morressem, (Números 16:44 a 46) “Então, falou o SENHOR a Moisés, dizendo: Levantai-vos do meio desta congregação, e a consumirei como num momento; então, se prostraram sobre o seu rosto, e disse Moisés a Arão: Toma o teu incensário, e põe nele fogo do altar, e deita incenso sobre ele, e vai depressa à congregação, e faze expiação por eles; porque grande indignação saiu de diante do SENHOR; já começou a praga”. O fogo do altar de Deus acalmou a ira de Deus e a benção chegou.

Fogo do Senhor também protege os seus servos, (2 Reis 6:17) “E orou Eliseu e disse: SENHOR, peço-te que lhe abras os olhos, para que veja. E o SENHOR abriu os olhos do moço, e viu; e eis que o monte estava cheio de cavalos e carros de fogo, em redor de Eliseu”.

Esse fogo confirma o trabalho dos fieis, confirmou a solicitação de Elias, (1 Reis 18:38) “Então, caiu fogo do SENHOR, e consumiu o holocausto, e a lenha, e as pedras, e o pó, e ainda lambeu a água que estava no rego”. O faz vir franquezas, interesses pelas coisas e cargo que não condiz com a obra de Deus é a ausência do fogo do altar.

FOGO NO TEMPO DA GRAÇA:

O tempo da graça também começou e caminha com fogo do atar, isto é, com fogo de Deus, (Lucas 3:16) “Respondeu João a todos, dizendo: Eu, na verdade, batizo-vos com água, mas eis que vem aquele que é mais poderoso do que eu, a quem eu não sou digno de desatar a correia das sandálias; este vos batizará com o Espírito Santo e com fogo). Ainda em (Atos 2:3) “E foram vistas por eles línguas repartidas, como que de fogo, as quais pousaram sobre cada um deles”. Poderíamos citar muitas passagens sobre fogo, mas não é necessário porque o fogo de Deus sempre está presente na Igreja. O que precisamos é ter cuidado que fogo de Deus não falte em nossas vidas e no trabalho que fizermos para o Senhor porque do contrario serão destruídos pelo fogo de Deus, (1 Coríntios 3:12 e 13) “E, se alguém sobre este fundamento formar um edifício de ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha “Obra de cada um se manifestará; na verdade, o Dia a declarará, porque pelo fogo será descoberta; e o fogo provará qual seja a obra de cada um”. Pelo que se nota há muitos que estão construindo grandes edifícios que parecem de ouro e pedras preciosas, mas provera Deus que não seja obras de palhas dado o orgulho visível com que se apresentam.

Cuidado, não falte o fogo santo em nossas vidas. Que deve arder continuamente, cabendo ao Sacerdote (Pastor) cuidar desse fogo, (Levitico 6:12 e 13) “O fogo, pois, sobre o altar arderá nele, não se apagará; mas o sacerdote acenderá lenha nele cada manhã, e sobre ele porá em ordem o holocausto, e sobre ele queimará a gordura das ofertas pacíficas. O fogo arderá continuamente sobre o altar; não se apagará”.

Creia em Cristo, leia a Bíblia.

Pr. Ismar Vieira Malta

Anúncios

Sobre Anderson Cássio de Oliveira

Líder do ministério Missão Com Cristo, avivalista apologético, trabalha principalmente com ensino, discipulado e serviço cristão, voltados a levar a Igreja do Senhor a um avivamento genuíno (com base nas Escrituras). Administrador do blog de missões - Chamado para as Nações.
Esse post foi publicado em artigos e marcado , . Guardar link permanente.

8 respostas para O Senhor é fogo consumidor – O verdadeiro fogo de Deus – (parte 3)

  1. Gostei muito deste estudo sobre “fogo”…Deus os abençoe.
    Fomos também purificados pelo fogo da Verdade…e o Senhor nos libertou de anos e anos dentro do espiritismo…hoje louvo ao Deus Altíssimo.

  2. Kaufmann J. Barbosa disse:

    Deus tem usado o Pastor Malta para me corrigir em coisas que ainda não me libertei…como a murmuração, tenho uma luta espiritual árdua em minha vida somente o nosso criador sabe pelo que passo, mas ele sempre repreende aos que ele amam, e sei que ele tem amor por mim…sou grata a Deus pela vida do pastor Malta.

  3. Agradeço a Deus por tudo e principalmente em saber que as simples mensagem que pela misericordia de Deus escrevi tem sido lida e ajudado alguem no caminho para a vida eterna com Cristo Jesus. Deus abençoe.
    Pr. Ismar Vieira Malta. ismarvm@uol.com.br

  4. Deus abençoe a todos quantos puderm aproveitar algo das simples mensagens que com ajuda de Deus pudemos escrever,

  5. leandro disse:

    palavras de exortação que edificam as nossas vidas,DEUS ABENCOE OBRIGADO

  6. Grácia Toledo disse:

    Não podemos permitir que o FOGO SANTO DO SENHOR se apague em nossas vidas.
    somos brasas vivas…e temos que manter a brasa acesa sempre….com ajuda do ESPIRITO SANTO.

  7. Ismar Vieira Malta disse:

    Sem fogo não há vida.

  8. Jose de oliveira disse:

    Sem lenha o fogo se apaga; a lenha é a oração

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s