Quanto vale o show (parte 2)


Abnegar-se é dar prioridade as coisas de Deus, não as pessoais. Vamos a Bíblia e vemos que os discípulos não cobravam quando eram usados em milagres pelo Espírito Santo. Bem pelo contrário, pois quando Simão tentou “comprar o dom” recebeu uma admoestação histórica de Pedro(At 8:20-23). Nenhum discípulo andava em carruagem real como os apóstolos desta geração e seus aviõezinhos. O evangelho do Reino não consiste no ter, mas no compartilhar. Foi por isso, que o jovem rico não seguiu Jesus e se apartou. Foi por isso, que Ananias e Safira morreram, bem como Judas, o filho da perdição. Esses não quiseram carregar a cruz, mas obter vantagem dela. Assim são alguns dos “artistas” ,músicos ou levitas como muitos se intitulam que muitas vezes não querem ser reconhecidos como crentes com pretexto de ganhar o mundo. na verdade o que querem é fama. Quem não se assume como cristão, não é reconhecido como os discípulos em Antioquia, por que a linguagem é outra. Jesus disse certa vez: “De que adianta ganhar o mundo e perder sua própria alma” (Mc 8:36).
Muitas não estão ganhando vidas para Jesus, mas para si mesmo, como santos a serem “idolatrados”. E muitos fazem disso um mercado, tanto em quem contrata, do que aquele que se apresenta. Afinal, o show não pode parar , se não o lucro acaba também. E neste mercado “pagar o preço” significa uma entrada ao entretenimento religioso com o artista do momento. Triste lamento ! Triste lamento é saber que milhares desses artistas estão rodeados por assessores que dizem o que fazer.
Mal sabem que a melhor assessoria que uma pessoa “que se diz de Deus” pode ter é do Espirito Santo.. E o que vier depois disso é ANÁTEMA… Deus procura adoradores e não artistas. Procura pessoas que se preocupem em ADORA-LO e não serem adorados. E cuja agenda é substituída por uma palavra chamada “compromisso”. O mesmo compromisso que teve nosso Jesus naquela cruz cujo espetáculo saiu caro. Um preço que dinheiro deste mundo não compra.

Queridos o preço pago no “espetáculo da cruz” saiu caro para Deus, pois foi o seu próprio filho. Como disse o Pastor Nataniel Oliveira o preço do espetáculo dos discípulos foi a decapitação, o apedrejamento, a cruz invertida,o ser queimado e ser envergonhado. O preço pago pelos “verdadeiros profetas” do antigo pacto foi o escárnio, os açoites, as algemas, as torturas , prisões e perseguições como foi Micaías, Jeremias e Zacarias. (Hb 11:36-38). Podemos também citar outros tantos santos anônimos que foram mortos por amor em arenas, casas de espetáculo onde o que importava era a diversão, a morte do cristão na boca de um leão. E por fim o “show de crentes” que morrem em regimes fechados por não negar a sua fé em Jesus e no verdadeiro evangelho.

Diferente de hoje onde o espetáculo e show é se apresentar num programa de televisão, tipo “Domingão do Faustão” e ter que ouvir de um apresentador descrente zombar da sua fé dizendo que temos que aceitar toda religião e preferência sexual.

Sabendo disso, eu lhe pergunto:

Quanto vale o show?
Quanto vale o preço da sua alma?
Quanto vale o o seu dom e talento ?
Quanto vale ?
Um contrato, um cachê, um CD ou uma apresentação na TV ?

Lembre-se Satanás está pronto para oferecer a você o que ofereceu a Cristo, “se prontamente” o adorasse.(Mt 4:1-11).
Mas Cristo pagou por você, algo mais valoroso, que é a vida eterna, pelo “espetáculo da cruz”. (Is 52:13-15)

Anúncios

Sobre Anderson Cássio de Oliveira

Líder do ministério Missão Com Cristo, avivalista apologético, trabalha principalmente com ensino, discipulado e serviço cristão, voltados a levar a Igreja do Senhor a um avivamento genuíno (com base nas Escrituras). Administrador do blog de missões - Chamado para as Nações.
Esse post foi publicado em artigos e marcado . Guardar link permanente.

7 respostas para Quanto vale o show (parte 2)

  1. José Paulo disse:

    Hoje não existe igrejas, existem empresas, hoje não existe mais pastor existem empresários, hoje não existe mais as revelações do espírito santo existem curços teológicos, hoje não se doam mais se emprestam,

    • Antonio Carlos disse:

      Discordo, existem ainda as aqueles que verdadeiramente fazem a obra de Deus, ou servem a Deus com sinceridade, não devemos cair no erro de generalizar. Quando Jesus lá no poço de Jacó falou para aquela mulher samaritana que Deus busca aqueles que adoram o Pai em espírito e em verdade, entendemos que embora seja um a minoria, mas existem os tais. Por isso devemos acreditar que ainda existem pastores e igrejas sérias…
      Antonio Carlos

      • cassiooliv disse:

        Se olhar a primeira parte verá que cito alguns e não todos… , pois creio que existem alguns que servem com sinceridade..
        Mas infelizmente foi se o tempo que se fazia algo para Deus por convicção e fé.
        Como disse, se existem “ainda” é porque não são poucos que os que se utilizam da fé para lucrar, não é mesmo?

  2. Isaac Ferraz disse:

    sincera é minha mãe que canta enquato executa os afazeres domésticos!

  3. Eu acredito que que existam os servos verdadeiros. Mas lamento dizer que são muito poucos, pois da maneira que vejo, o povo se prende mais a religião do que à Deus. Os movimentos que existem hoje em dia como pentecostalismo e neo-pentecostalismo, só servem para cegar o povo e prende-los a costumes que só os levam a religiosidade e não a liberdade como queria Jesus. Isso me faz mau, pois cresci dentro disso e hoje posso enxergar o quão podre isso me tornou para a servidão a Deus. Hoje eu vejo e percebo que não necessito de nada disso e posso servir a Deus sem frequentar qualquer tipo de denominação, pois afinal de contas a Igreja de Cristo sou eu.

    • cassiooliv disse:

      Concordo com você…Jailson,sei que igrejas somos nós.. Mas se deixarmos de congregar, não é mais fácil que venham falsos profetas, falsos irmãos, falsas doutrinas e todo tipo de besteirol… Ta

    • cassiooliv disse:

      Concordo com vc, Jailson que a Igreja de Cristo somos nós. Porém enquanto olharmos para o sistema religioso nunca congregaremos. Jesus disse : Fazeis o que eles vos pedem, mas não façais o que eles fazem. Se entendo que deixo de congregar em denominação,acabo não sendo luz nessa comunidade e esta comunidade se torna presa fácil de falsos profetas, de falsas doutrinas, de falsos irmãos… Pense nisso..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s