Auto-suficiência espiritual


Auto- suficiência espiritual

Um jovem evangélico, exímio músico, semanalmente visita uma igreja diferente, acreditando estar no centro da vontade de Deus.Em um show gospel, meninas desfilam suas minissaias à procura de uma paquera, mas quando questionadas, dizem estar adorando ao Senhor. Um pastor, adúltero e imoral, prega contra o adultério(apesar de nunca ter confessado seus adultérios!) e continua com seus sermões hipócritas, pois Deus já o perdoou. Um profeta rodopia e entrega várias profecias, sem qualquer respaldo bíblico, mas, muitos o admiram por ser esse uma vaso escolhido do Deus vivo. Um desses grupos de Metal Gospel, portando piercings e tatuagens, diz que Deus só quer o coração, criticando os cristãos ditos tradicionais.

Os fatos, aqui recortados, refletem o atual estado de muitas igrejas, que distantes da doutrina bíblica, experimentam um triste estado de auto-suficiência espiritual.
Neste sentido, auto-suficiência é a capacidade que alguns desenvolvem de não necessitar de qualquer ajuda, apoio ou interação de outros, para sobreviver. Isso, do ponto de vista espiritual, é quando a pessoa, por ser cristã, acredita que já chegou a um patamar enorme de espiritualidade que não precisa mais de igreja, de pastor, de outros crentes, de ensinamentos e etc.
Com isso estamos vivendo um Evangelho experiencialista e fraco, em que as pessoas se denominam ministros do Evangelho ou do louor e, em nome de Deus, cometem os maiores absurdos.
Esquecem-se “que quanto ao trato passado,(…) [devemos nos despojar] do velho homem, que se corrompe pelas concupisciëncia do engano (Ef 4:22)

Infelizmente a máxima de que “não tenho compromisso com homem,minha igreja é o céu e o meu pastor é Jesus tem sido cada vez mais constante na vida dos cristãos hodiernos.

Essa máxima revela que não só a insubmissão e a rebeldia, mas realça a incapacidade de lidarmos com nossas fraquezas e limitações. Se entendêssemos que não somos super heróis, nosso serviço seria muito mais sincero e verdadeiro. Um retorno à Palavra de Deus`’e o remédio mais eficaz contra a auto-suficiência espiritual, mas , o que vemos é um culto ao ego, de forma desenfreada, com um forte apego às conquista materiais, como sinônimo de aprovação de Deus aos projetos narcisísticos dessa geração.
“Porventura, começamos outra vez a louvar-nos a nós mesmos(2 Cor 2.3a).

Segundo a Bíblia, o caminho é estreito, mas o que muitos pastores, “levitas” e crentes, de um modo geral, tem feito é alargar cada vez mais a mensagem da cruz:

Púlpitos que já se tornaram palanques políticos;igrejas que se tornaram centros de entretenimento; artistas que não conhecem a Jesus, mas que são aclamados como ídolos; levitas auto-suficientes que não congregam mais (inclusive, esse tem sido um grande problema para muitos pastores) e o pior, a substituição da palavra de Deus por outras verdades e filosofias meramente humanas.

Esse joio muito em breve será colhido, atado em molhos e queimado( Mt 13:30) !

Luciano Neiva é presbítero da Assembléia de Deus de Itabuna, Teólogo, mestre em Teologia (FATEBOM) e professor na área de Letras e LEA pela UESC – BA

Anúncios

Sobre Anderson Cássio de Oliveira

Líder do ministério Missão Com Cristo, avivalista apologético, trabalha principalmente com ensino, discipulado e serviço cristão, voltados a levar a Igreja do Senhor a um avivamento genuíno (com base nas Escrituras). Administrador do blog de missões - Chamado para as Nações.
Esse post foi publicado em artigos e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s