Enchendo as taças de ouro de Deus (parte 2)


Suba a minha oração perante a tua face como incenso, e as minhas mãos levantadas sejam como o sacrifício da tarde.(Sl 141:2)

Certo pregador certa vez disse:
“Menos oração, menos poder, mais oração, mais poder”

Outro famoso pregador declarou:
“Nenhum homem é maior que sua vida de oração”

É necessário para que venhamos a encher as taças de ouro com nossas orações devemos estar atento a algo que se chama dormência espiritual.

“Certa vez Jesus levou seus discípulos a um jardim chamado Getsemani, onde foi orar. Porém após orar, os admoestou por estarem dormindo e por não poderem vigiar nem ao menos por uma hora”. (Mt 26:40;44-45).
Existem muitas pessoas “dormindo” ao invés de vigiar e orar. O apóstolo Pedro em sua primeira carta diz que devemos vigiar, pois o nosso adversário anda ao derredor, como leão que ruge, procurando alguém para devorar(1 Pe 5:8).
Jesus mesmo disse que Pedro foi “reclamado” por satanás para o peneirar como trigo. Mas foi Cristo que rogou por ele, para que sua fé não desfalecesse(Lc 22:31-32). Quando estamos dormente espiritualmente somos alvo fácil do inimigo.
Quando não estamos vigiando é fácil cair no pecado.

Mesmo se pecarmos, ainda hoje temos um advogado, uma pessoa que interceda, que rogue por nossa vida junto ao Pai, não somente pelos nossos pecados, mas ainda pelos do mundo inteiro(1 Jo 2:1-2).

É por isso que devemos orar sem cessar, para que não venhamos a cair no erro da dormência,do comodismo , da negligência e por fim da morte espiritual.

A palavra do Senhor diz:

Orai sem cessar (1 Ts 5:17)

Orando noite e dia, com máximo empenho, para vos ver pessoalmente e reparar as deficiências da vossa fé (1 Ts 3:10)

Além de orar para que não desfaleça nossa fé , devemos também orar sem cessar para que Deus confirme nosso chamado e todo propósito Dele em nossa vida.

Por isso, também não cessamos de orar por vós, para que o nosso Deus vos torne dignos de sua vocação e cumpra com todo poder todo propósito de bondade e obra de fé (2 Ts 1:11).

Outro motivo para que venhamos a orar com perseverança e sem cessar é o fato que muitas vezes as bênçãos não veem de primeira, mas vai depender da nossa insistência. As Escrituras Sagradas contam em duas parábolas exemplos de perseverança.

Em uma parábola, conta a história de um amigo importuno que vai ao encontro de seu amigo a meia noite para pedir 3 pães emprestados para oferecer a outro amigo. Meio complexo esta parábola de Jesus, não é mesmo.
Mas ela conta exemplo de perseverança e persistência pela importunação do amigo. E mesmo que esse amigo venha a dizer que “não deseja ser importunado”, que todos estão deitados e que não pode se levantar para dar, ele acabará dando que puder com receio de um novo pedido de seu amigo importunador e “cara de pau”.
Jesus nos incentiva a importunar, ou seja, a persistir em oração quando preciso e complementa dizendo que se pedirmos, receberemos, se buscarmos O acharemos, se batermos , se abrirá a nós(Lc 11:9).

Cristo nos mostra que não é insensível a nossas orações ,pois assim diz a palavra de Deus:

Qual dentre vós, que se o filho lhe pedir pão, lhe dará pedra? E se pedir peixe, em lugar disso, lhe dará cobra? Ou se pedir um ovo, lhe dará escorpião(Lc 11:11).
Se nós sendo maus, diz o Senhor, sabemos dar bons presentes(dádivas) aos nossos filhos, quanto mais O Pai dará o Espírito Santo ao que lhe pedirem(Lc 11:13).

Numa outra parábola relata a história de mulher viúva perseverante diante de um juiz iniquo.
Nessa parábola, Jesus nos ensina o dever de orar e nunca esmorecer. Diz a palavra do Senhor que havia numa certa cidade um juiz que não temia a Deus, mas que na mesma cidade havia uma viúva que vinha até ele para que julgasse a sua causa contra o adversário. Diz que por algum tempo não a quis atender, mas de tanto essa viúva importuna-la, ele resolveu julgar a sua causa. (Lc 18:1-5).
No final desta parábola uma declaração que nos faz entender o porque devemos perseverar em oração
Diz a palavra do Senhor:
“Não fará Deus justiça aos seus escolhidos, que a Ele clamar dia e noite, embora pareça demorado em defendê-los” ? (Lc 18:7).
Digo-vos que, depressa, lhes fará justiça(Lc 18:8).
Em ambas o Senhor cita o privilégio de ser filho de Deus e a persistência pela fé.

Aliás, falando de persistência e fé a Bíblia numa outra passagem, conta a história de uma mulher cananéia persistiu até ver seu pedido concretizado. Diz as Escrituras que vendo Jesus, essa mulher não cansava de clamar dizendo que sua filha estava endemoniada.
Diz a palavra de Deus que “aparentemente” parecia que Jesus não se importava com ela, pois não lhe respondeu palavra nenhuma (Mt 15:23). Logo após disse que não poderia dar o pão dos filhos (suas bênçãos) aos cachorrinhos (gentios).
A resposta daquela mulher foi suficiente para demonstrar sua fé e perseverança
Creio que se essa situação acontecesse conosco muitos de nós já teriam desistido de ter ido buscado Jesus. Mas aquela mulher superou a aparente indiferença e restrição e alcançou a benção que desejava.
Entendemos hoje que o que Jesus fez foi encorajar essa mulher a usar de sua fé.
E por sua perseverança sua filha foi curada. (Mt 15:28).

Podemos citar outros casos de perseverança como da mulher do fluxo de sangue, porém vamos nos deter nesses casos apenas.

Amados, para que Deus derrame de suas bênçãos é necessário que as nossas orações transbordem as taças de ouro de Deus. É necessário que venhamos a encher as taças de ouro com orações e súplicas. E só faremos isso se perseverarmos em oração.
Mas para que ela derrame é necessário que ela suba a presença de Deus como incenso(Sl 141:2).

Esta oração é como incenso, possui fragrância diante de Deus.
Nós não sabemos orar e adorar como convém, mas o Espírito Santo intercede por nós, para que essa fragrância seja agradável as narinas de Deus.(Rm 8:26-27).

Por isso , não perca tempo, faça subir a Deus a sua oração.

Persevere em pedir, pois quem pede, recebe, quem busca, encontra, quem bate, entra.(Mt 7:7) .

E faça derramar sobre a si a taça de ouro de Deus.

Anúncios

Sobre Anderson Cássio de Oliveira

Líder do ministério Missão Com Cristo, avivalista apologético, trabalha principalmente com ensino, discipulado e serviço cristão, voltados a levar a Igreja do Senhor a um avivamento genuíno (com base nas Escrituras). Administrador do blog de missões - Chamado para as Nações.
Esse post foi publicado em artigos e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s