O vaso e o Oleiro – A vontade humama e desejo de Deus (parte 2)


Levanta-te, e desce à casa do oleiro, e lá te farei ouvir as minhas palavras.
E desci à casa do oleiro, e eis que ele estava fazendo a sua obra sobre as rodas,
Como o vaso, que ele fazia de barro, quebrou-se na mão do oleiro, tornou a fazer dele outro vaso, conforme o que pareceu bem aos olhos do oleiro fazer. (Jr 18:2-4)

O Oleiro

Se observarmos um Oleiro em seu trabalho, podemos também entender o trabalho de Deus conosco.

1) O Oleiro centraliza -O primeiro passo é quando o Oleiro centraliza o barro. Podemos entender com isso que se quisermos ser usados e “moldados ” por Deus, devemos estar no centro de Sua vontade. Dificilmente alguém poderá ser usado e fazer a vontade de Deus se Cristo não for o centro.O Oleiro precisa centralizar o barro se não pode espirrar para fora todo o molde. Muitas vezes por não estarmos centrados em Deus acabamos saindo pra fora daquilo que Deus quer formar em nós. Quando são os exemplos na Bíblia de pessoas que foram espirradas, por não quererem estar no centro da vontade de Deus.

2)O Oleiro tira excessos e molda – Muitas vezes temos excessos em nossas vidas que não agrada a Deus, tais como mentira, vaidade, orgulho e soberba. Não adiante em nada o Senhor formar um lindo vaso por fora, se dentro existe toda sorte de excessos. Excessos que por tempos foram fazendo do vaso algo somente bonito para se ver e não para se ter. Quantas vezes o Senhor como Oleiro, quis tirar alguns excessos, mas muitos vasos, por orgulho, não quiseram ser moldados. Muitos não querem “descer” a casa do Oleiro e serem trabalhados por Deus. Muitos querem “subir” e estar diante do trono, mas poucos estão dispostos a “descer” a casa do Oleiro, para ser moldados.

Muitos têm medo de se entregar ao Oleiro para que Ele possa fazer o molde conforme a Sua vontade. Muitos querem viver com seus excessos, centrados em si mesmos, sendo moldados segundo os padrões deste mundo. Muitos querem andar segundos “seus projetos”, fazendo seguindo a dureza do coração maligno e vivem fazendo o que é mal perante Deus(Jr 18:12).
Embora queiram “ser usados” por Ele, praticam abominações que desagradam a Ele.
Vemos que o Oleiro coloca a mão para dentro do vaso para o molde. Deus não quer apenas nos mudar naquilo que é externo, mas naquilo que é interno, que está dentro, que vem do coração. O Oleiro sabe que é mais fácil moldar naquilo que é interno, pois mudando isso o vaso estará “quase pronto”. Mudando e moldando aquilo que é interno, o externo será apenas uma questão de retoque. O Senhor sabe que mudando o coração de uma pessoa, Ele pode transformar o resto, seu modo de pensar, de falar, de agir e etc… Mas ainda falta o processo final, o do fogo.

3) O Oleiro passa o vaso pelo fogo – Como havia dito, depois do molde interno o vaso está “quase pronto”, mas falta ainda um último processo, o do fogo. O último processo do vaso é o do fogo. O fogo é o que tira o mau cheiro no vaso que são nossos pecados incrustados e serve para purificar e fazer resistente o vaso.

“Não é a minha palavra como fogo diz o Senhor, e como martelo que esmiúça a penha?” (Jr 23.29)
“Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo” ( MT 3:11 – LC 3:16).

Sua palavra sem o Espírito Santo é pura letra e religiosidade
O Espírito Santo sem sua palavra é puro barulho e heresia.

É por isso que temos em nossas igrejas, muitas pessoas debilitadas em crer em Deus. Falta a palavra e Seu Espírito. Falta conhecimento da palavra de Deus. Falta também o Espírito de Deus para trazer “entendimento” dessa Palavra. A transformação real só virá através disso. O fogo representa também o juízo de Deus na obra do Espírito Santo. Muitos acham que este fogo é apenas os dons e o poder de Deus dados pelo Espírito Santo.

O verdadeiro cristão passará pelo fogo da Palavra de Deus. Muitas têm rachado nesse processo, pois acabam vivendo uma vida de religiosidade (como um vaso bonito externamente), que acaba não resistindo ao tempo. Não se engane no fogo todas as coisas serão manifestas. (I Cor 3:10-15).

Amados, o Senhor também nos imergiu, no encheu com Seu Espírito Santo para testificar e revelar a Sua mensagem ao homem por Jesus(Jo 15:26-27). Através da Sua Palavra pelo Espírito, Ele convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo (Jo 16:8-9). Muitos não entendem e se vangloriam como “vaso usado”, mas por não terem passado pelo “verdadeiro fogo”, acabam suas vidas sendo sucumbidas pelo pecado”. Na nossa nação por exemplo tivemos casos de “famosos vasos” que caíram em adultério e prostituição. Muitos esquecem que na obra que o Espírito Santo faz ,o Senhor nos molda com relação ao zelo por Ele ,a integridade, a pureza, a santidade,a humildade e ao temor do pecado. Também muitos esquecem que são vasos de “barro” suscetíveis a serem rachados e quebrados , quer por Deus, quer pelos seus pecados.

Nosso Deus é justo juiz, é fogo consumidor (Hb 12:29), que não tolera o pecado , a iniqüidade e apostasia da Sua Palavra. Mas que preza pela santidade, um dos seus atributos. E deseja que sejamos como Ele é, ou seja, SANTO.

E vontade do Senhor que cada um saiba possuir próprio corpo, ou seja, o vaso em santificação e honra. (I Ts 4:4)

Pois vós sabeis que preceitos vos temos dado pelo Senhor Jesus.
Porque esta é a vontade de Deus, a saber, a vossa santificação: que vos abstenhais da prostituição,
Que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santidade e honra, não na paixão da concupiscência, como os gentios que não conhecem a Deus. ( I Tessalonicenses 4:2-5)

Embora o Oleiro saiba que numa grande casa existam diversos utensílios, alguns pra honra; outros porém para desonra, aqueles que desejam ser “vasos para honra” devem se santificar, se purificar através da obediência e temor a palavra de Deus (I Pe 1:22-23)

Se, pois, alguém se purificar destas coisas, será vaso para honra, santificado e útil ao Senhor, preparado para toda boa obra. …(II Timóteo 2:21).

Devemos entender que o Senhor fez de tudo para que seguíssemos segundo a vontade. Ele deu a Sua palavra e nos encheu com Seu Espírito para que façamos a sua obra. Paulo disse que sofreu para cumprir a palavra de Deus e levar sua mensagem e o mistério que é Cristo em nós, a esperança da glória. Que é possível fazer vontade de Deus por Cristo, ensinando e admoestando pela palavra o homem para se apresentar todo homem perfeito em Cristo (Cl 3:1). É vontade de Deus que sejamos como aquelas cartas manuscritas achadas nas montanhas, integram no conteúdo, portadoras da Sua palavra. Que sejamos referência, não somente mensageiros, mas cartas vivas de Deus nesta terra escrita não com tinta, mas pelo Espírito de Deus vivente, não em vasos ou tábuas de pedra, mas em tábuas de carne: nossos corações. (2 Cor 3:1-4).

Portadores destes tesouros, que é sua palavra, mas sabendo que a excelência sempre será do Senhor e não de nós.

Anúncios

Sobre Anderson Cássio de Oliveira

Líder do ministério Missão Com Cristo, avivalista apologético, trabalha principalmente com ensino, discipulado e serviço cristão, voltados a levar a Igreja do Senhor a um avivamento genuíno (com base nas Escrituras). Administrador do blog de missões - Chamado para as Nações.
Esse post foi publicado em artigos. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s