Andando por fé e não pelo que vemos (parte 2)


…não atentando nós nas coisas que se vêem, mas sim nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais, enquanto as que se não vêem são eternas. ( 2 Cor 4:18)

A Bíblia relata no livro de Gênesis a vida de duas pessoas. Estas pessoas, embora parentes, e serem justos diante de Deus , possuíam visões diferentes e por causa disso acabaram seguindo caminhos diferenciados. Seus nomes  eram Ló e Abrão.

Diz as Escrituras que logo após Deus ter feito promessas a Abrão , sai Ló, seu sobrinho com ele,  de Harã  para a terra de Canaã.(Gn 12:5).

Porém após saírem do Egito para Neguebe aconteceu um fato que mudaria o caminho destes dois homens.  A palavra de Deus diz que após algum tempo andando juntos e acumulando muitos bens, ambos já não podiam habitar juntos , um na companhia  do outro. (Gn 13:6).  A terra  já não podiam sustenta-los para que morassem juntos e por causa disso houve contenda entre os pastores de Abrão e Ló. (Gn 13:7).

Sabe, muitas vezes as bênçãos materiais sufocam o caminho de Deus na vida de alguém. Ló andava com Abrão e se tornara dependente de seu tio. Mas quando se tornou ,digamos, “independente financeiramente” vemos que essa dependência já não se tornara desnecessária.

Existem pessoas que se voltam a buscar a Deus, mas quando são abençoados, simplesmente esquecem de seus votos, de suas promessas feitas para o Senhor , sendo o próprio Deus esquecido.

Muitas vezes somos ingratos com aqueles que nos ajudaram e com aqueles  que um dia estenderam a mão para nos abençoar.  De nada adiante ter riqueza material e ser um pobre espiritual.  De nada adiante andar neste mundo sozinho, sem a direção de Deus no caminho.  Há momentos  da nossa vida que nos deixamos levar  por aquilo que achamos que temos.  Quando achamos que possuímos tudo , é aí mesmo que o Senhor se manifesta  nos mostrando o quanto nós somos carentes Dele.
Foi então nesse momento em que se separam e que cada um precisava escolher o seu caminho é que vemos como Abrão e Ló eram diferentes.  Muitas pessoas dizem que nós somos hoje o fruto das escolhas que fizemos no passado. E verdade seja dita, as Escrituras falam sobre a lei da semeadura que diz que tudo aquilo que semearmos iremos colher. (Gl 6:7).

E na vida de Abrão e Ló isso também foi uma verdade.  É por isso que essas duas pessoas, ou seja, esses dois personagens marcantes das Escrituras tipificam e caracterizam dois tipos distintos de crentes e duas visões diferentes: a do crente carnal e a do espiritual.

Ló , a tipificação da visão crente carnal –   Quando Ló deixou de ser dependente de Abrão, mas escolher o seu próprio caminho, aparentemente demonstrou que  já estaria preparado para fazer suas próprias escolhas, afinal , como diz as Escrituras , ele já possuía bens o suficiente para poder “andar sozinho”. Muitas pessoas acreditam que a prosperidade material é o resultado de uma vida de Fé. Hoje não são poucos os (falsos) profetas que ensinam e nem tão poucos aqueles que acreditam que a verdadeira fé se “materializa” através das bênçãos financeiras e que só seremos abençoados quando possuímos muitas riquezas.
É claro que acredito que o Senhor é aquele que nos abençoa e nos prover todas as coisas, possuindo assim todas as riquezas, mas a questão é:

Será que Deus só visa nos abençoar materialmente?

É claro que não. O Senhor deseja acima de tudo  venhamos  a entender que é a maior riqueza é ser rico para com Ele(Lc 12:21). Diz a palavra de Deus que  a vida de qualquer homem não consiste na abundância de bens que alguém possui (Lc 12:15).

Ló era um homem bem sucedido materialmente falando, sendo um fazendeiro possuidor de ovelhas e gado em abundância. Era justo ,mas não era um homem que e vivia pela fé.  Ele vivia por aquilo que via. Diz as Escrituras que ao receber a opção da escolha por seu tio Abrão ele resolveu escolher aquilo que  agradava aos “seus olhos”. Tanto que a palavra de Deus diz que Ló tendo a opção de escolher, “levantou os seus olhos ” e viu toda a campina do Jordão que era como o jardim do Senhor e como o Egito quando se entra em Zoar(Gn 13:10).  Ló naturalmente escolheu um lugar que tinha bons pastos e água abundante. Ló tipifica os crentes carnais que enxergam aquilo que seus olhos cobiçam.  Entre muitos cristãos existem pessoas que por terem apenas a visão terrena, que é limitada, demonstram uma grande fraqueza espiritual. Ló era um desses que  “deixava a vida lhe levar” , como diria um velho samba popular.  Quando submetido a um escolha ,Ló  escolheu a menos arriscada.    Diz a palavra de Deus que o  precipitado Ló , resolveu escolher o caminho fácil . O caminho mais fácil é aquele que não envolve nenhum risco e que “aparentemente” ser o mais vantajoso.

Conta as Escrituras  que  ao “contemplar” as campinas do Jordão que eram bem regadas e era como o jardim do Senhor e como Egito até chegar a Zoar , Ló não exitou em escolher a terra que mais lhe parecia deleitosa para se viver (Gn 13:10).  Por isso podemos dizer que embora justo, Ló era o estereótipo di homem natutal que é o rente carnal que escolhe aquilo que vê, ou sejam que só enxerga pela aparência. O crente carnal faz suas escolhas a partir do que se vê.  Suas escolhas não são baseadas na direção e Deus , mas por uma visão natural, cômoda até lógica das coisas. Este não olha para os olhos da fé, mas pelos olhos naturais.  É por isso que muitas pessoas acabam se frustrando. Vemos que Ló escolheu para si uma cidade que sua aparência era bela, mas que na verdade era corrompida  e que viria ser destruída. As Escrituras dizem que Ló foi armando suas tendas até Sodoma e que os habitantes de Sodoma eram maus e grande pecadores contra o Senhor(Gn 13:12).  Ló embora justo, não enxergava pelos olhos da fé.

Como consequência de sua escolha, Ló teve que suportar a corrupção daquela cidade, sendo enfadado da vida dissoluta daqueles homens abomináveis e sendo aflito por suas obras ímpias (2 Pe 2:7-8)

Foi preciso que o homem de fé  Abraão viesse resgatar Ló do cativeiro e que anjos do Senhor anunciassem a destruição de Sodoma e Gomorra para que Ló tivesse seus olhos abertos para sair do mundo caído e tivesse sua vida salva.

E hoje também é assim para muitos crentes que são justos diante de Deus, mas que não possuem a visão da fé .
É por isso que muitos acabam sendo ” levados cativos” por falta de visão espiritual. Muitos querem aproveitar para “desfrutar” desse mundo esqucendo que existe outra terra para os fiéis e verdadeiros.

Muitas pessoas cuidam demasiadamente das coisas deste mundo e dos negócios desta vida, esquecendo-se de Deus e que este mundo caído será  em breve destruído. (2 Pe 3:7;10-13; Ap 21:1 -5)

Por isso andemos pela fé em Cristo e não pelo que vemos, ou temos.

Pois será essa fé Nele que testificará se “verdadeiramente”  fizemos a escolha certa em toda a nossa caminhada.

Anúncios

Sobre Anderson Cássio de Oliveira

Líder do ministério Missão Com Cristo, avivalista apologético, trabalha principalmente com ensino, discipulado e serviço cristão, voltados a levar a Igreja do Senhor a um avivamento genuíno (com base nas Escrituras). Administrador do blog de missões - Chamado para as Nações.
Esse post foi publicado em artigos e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s