O que vocês querem que eu lhes faça?


olhos

Jesus, parando, chamou-os e perguntou-lhes: “O que vocês querem que eu lhes faça? ”
Responderam eles: “Senhor, queremos que se abram os nossos olhos”. (Mateus 20:32-33)

Certa vez Jesus saia de Jericó e uma grande multidão seguia Jesus. Mas a beira do caminho havia dois cegos que ouvindo falar de Jesus puseram-se a gritar: “Senhor, Filho de Davi, tem misericórdia de nós! ” (Mateus 20:30)

Diz as Escrituras que parando, chamou-os e perguntou-lhes: “O que vocês querem que eu lhes faça? “(Mateus 20:32).

Muitas pessoas questionam as perguntas de Jesus dizendo que Ele como Senhor deveria saber de antemão o desejo de cada coração.
O que muitos não entendem é que desde os tempos mais antigos não é por aquilo que desejamos que receberemos algo, mas é pela nossa FÉ.

A palavra de Deus diz :”Porque andamos por fé, e não por vista”.(2 Coríntios 5:7)

“De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.”(Rm. 10.17)

Aqueles homens eram cegos, mas possuem uma fé tremenda. Aqueles homens era cegos, mas tinham ouvidos para crer em Jesus.

Ao ouvirem falar de Jesus, ele se propuseram a clamar pelo nome Dele. Mesmo na aflição do estado em que estavam eles não desistiram de clamar. Muitas pessoas possuem uma visão natural perfeita, mas não possuem uma visão espiritual. Aqueles cegos souberam pedir a pessoa certa, ou seja, a Jesus, Filho de Davi. Algumas são tão duras de coração que tem preguiça em clamar ao Senhor.

A palavra de Deus diz que enquanto clamavam, a multidão os repreendia, para que se calassem; eles, porém, cada vez clamavam mais, dizendo: Senhor, Filho de Davi, tem misericórdia de nós! (Mateus 20:31). Outra coisa que aprendemos com eles é que eles não se calaram, mesmo diante das repreensões de terceiros. Muitas pessoas desistem fácil de seus sonhos, porque ouvem palavras de desânimo de outros. Eles sabiam que se não clamassem, ninguém iria clamar por eles. A palavra de Deus diz que mesmo ouvindo a repreensão eles, porém, cada vez clamavam mais (Mateus 20:31a). Aqueles homens não perderam o tempo da visitação de Deus em suas vidas e foram recompensados.

Como diz o Salmos 107:

Então clamaram ao Senhor na sua angústia, e ele os livrou das suas dificuldades.
Enviou a sua palavra, e os sarou; e os livrou da sua destruição.(Salmos 107:19-20)

Outra coisa interessante é que aqueles cegos também souberam se humilhar diante da presença de Deus. Quando disseram: ” Senhor, Filho de Davi, tem misericórdia de nós”, aqueles cegos estavam pedindo que alguém maior lhes ajudasse. Era como se dissessem: “Deus tenha misericórdia de nós !”
Aqueles cegos tiveram uma atitude de reverência e humilhação diante de Deus.

Dizem as Escrituras:

Humilhai-vos perante o Senhor, e ele vos exaltará. Tiago 4:10

Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que a seu tempo vos exalte; (1 Pedro 5:6)

Quando Jesus se aproximou deles, aqueles cegos não perderam tempo em outros assuntos, mas foram bem objetivos. Eles não ficaram de conversinha, “achando isso ou aquilo”, mas foram direto ao ponto:

Disseram-lhe eles: Senhor, que os nossos olhos sejam abertos. (Mateus 20:33).

Muitas vezes a incredulidade não deixa que a palavra de Deus cresça em nosso coração. Jesus nos conta muito disso, sobre semente e fruto na parábola do semeador(Mc 4:3-20). Na parábola do semeador aqueles que estavam a beira do caminho são aqueles em quem a palavra é semeada; mas, tendo-a eles ouvido, vem logo Satanás e tira a palavra que foi semeada nos seus corações. (Marcos 4:15)

Mas embora aqueles cegos estivessem “literalmente” a beira do caminho, a palavra de Deus que foi semeada na vida deles não estava, tanto que deu fruto. Aqueles cegos tiveram fé suficiente para poder se achegarem a Deus e terem seus olhos abertos.

Infelizmente existem muitas pessoas cuja cegueira espiritual ainda permanece.Elas não conseguem enxergar Jesus como Senhor e Salvador de suas vidas.
Muitas pessoas acham que precisam ainda rogar a “intermediários”, a outros tantos “santos” para se achegar a Jesus e para que Ele ouço o seu clamor.
Como Paulo de Tarso estão cegos pela religiosidade, fazendo as coisas para Deus, não segundo a vontade de Deus.Paulo precisou ficar cego para ver que aquele pelo qual estava perseguindo era Deus. (At 9:4).

Muitas vezes, ainda hoje, Jesus nos faz essa mesma pergunta: O que querem que eu vos faça?

Precisamos ser objetivos diante de Deus, pedindo a cura da nossa alma e dos nossos olhos espirituais. Precisamos pedir que o Senhor abra os nossos olhos e amplie a nossa visão de Deus, do Seu Reino e com relação a nossa vida. Não podemos nos calar diante de circunstâncias contrárias como a incredulidade, como as adversidades que nos limitam, como as críticas que nos desanimam, mas devemos olhar para Deus somente, não com os olhos naturais, mas com os olhos espirituais.

Como diz a palavra de Deus:

Olhai para mim, e sereis salvos, vós, todos os termos da terra; porque eu sou Deus, e não há outro. Isaías 45:22

Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus. Hebreus 12:2

Anúncios

Sobre Anderson Cássio de Oliveira

Líder do ministério Missão Com Cristo, avivalista apologético, trabalha principalmente com ensino, discipulado e serviço cristão, voltados a levar a Igreja do Senhor a um avivamento genuíno (com base nas Escrituras). Administrador do blog de missões - Chamado para as Nações.
Esse post foi publicado em artigos e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s