Jesus – O maior presente de todos (Mensagem de Natal)


jesus o maior presente de todos
E, entrando na casa, acharam o menino com Maria sua mãe e, prostrando-se, o adoraram; e abrindo os seus tesouros, ofertaram-lhe dádivas: ouro, incenso e mirra.
(Mateus 2:11)

 

Estamos na época mais altruísta e fraternal do ano. Uma época onde se presenteia e é presenteado.  E é na época de Natal que um clima de amor , paz , amizade e solidariedade invade muitos corações, embora vivendo num mundo totalmente egocentrista como o nosso. É interessante o que acontece nessa época, pois  o que se faz nas semanas de Dezembro, muitas vezes não se faz no ano todo.  É uma época onde o comércio mais cresce, onde só se fala no tão esperado “presente de Natal”.

As Sagradas Escrituras relata que na noite que Cristo nasceu, alguns magos vindos do Oriente  também resolveram presenteá-lo.

Vale lembrar a muitas pessoas que a tradição diz que aqueles  magos não eram  reis ,mas sacerdotes da religião zoroástrica da Pérsia. Alguns dizem que os magos eram na verdade astrólogos e outros que eram bruxos ou algo parecido.

A verdade é que independente do que faziam, quanto a veracidade da tradição, aqueles  homens eram sábios. De certa forma aqueles homens conheciam o  que estava escrito nas Sagradas Escrituras e em razão disso esperavam o Messias.

Prova disso é que perguntaram:

Onde está o recém-nascido Rei dos Judeus ?
Porque vimos a sua estrela no Oriente e viemos para adorá-lo?

O interessante é que esses magos não eram judeus que esperavam o tão desejado Messias, nem moravam na cercanias de Belém. Aquele homens não eram pessoas de “perto”, da religião judaica, mas vinham de longe do povo escolhido. Jesus apareceu e foi procurado justamente por aqueles que não criam, mostrando que Sua Soberania e misericórdia de Deus são inquestionáveis.

Na verdade aquele era para ser um dia festivo para os judeus, para o povo escolhido, afinal o Messias havia chegado. Mas eles não estavam atentos a sua vinda. O povo escolhido não estava preparado aos sinais de Sua vinda, nem estava vigiando quando Ele chegou.

O que mais me impressiona é que no dia do seu nascimento  Ele foi visitado, por aqueles que não adoravam ao Deus de Israel.

Fui buscado dos que não perguntavam por mim, fui achado daqueles que não me buscavam; a uma nação que não se chamava do meu nome eu disse: Eis-me aqui. Eis-me aqui. (Isaías 65:1)

Jesus recebeu presentes por aquelas pessoas que não criam e que não eram exatamente aqueles que eram para ser presenteados com Sua Presença.

Veio para o que era seu, mas os seus não o receberam. (João 1:11)

Hoje, da mesma forma, muitos hoje, do povo da Nova Aliança, que sabem de Sua vinda , não não estão vigiando, esquecendo da promessa de Sua volta. São muitos do povo de Deus que estão se entretendo com as coisas deste mundo, bem como, são poucos aqueles que “esperam Sua volta ” e O buscam verdadeiramente.

Mas aprouve a Deus que os magos, vindo de tão longe, do Oriente , vindo de nações distantes, fossem de fato agraciados com o “maior presente de todos” que era a Presença do Rei dos Reis.

A cena dos magos se prostrando relata o  significado profético no futuro de que todas as nações da Terra, mesmo as gentílicas, iriam se prostrar ao Senhorio Dele (Rm 14:11).

O que darei ao Senhor... (Sl 116:12)

No Natal é comum questionar o que daremos de presente a alguém. Procuramos dar aquilo que agrada a pessoa presenteada.

Sabe, queridos, até na escolha dos presentes é que vejo a sabedoria daqueles magos. De certa forma parece que aqueles magos conheciam a natureza daquele menino.  Vemos  que os os presentes que foram dados apelos magos possuem  também um significado espiritual bem profundo: O Ouro , o incenso e a mirra.

O Ouro significa a sua Majestade e Soberania.
O Incenso o Seu Sacerdócio e Senhorio, digno de ser Adorado.
A Mirra significava seu chamado profético e de eternidade.

Aqueles magos não deram qualquer coisa, mas uma adoração devida ao Seu nome, na
beleza de Sua santidade. Como está escrito:

Tributai ao Senhor a glória de seu nome; trazei presentes, e vinde perante ele; adorai ao Senhor na beleza da sua santidade. (1 Crônicas 16:29)

Enfim, aqueles magos sabiam quem era Aquele que iria ser presenteado, e o presente
que deram significava que Aquele que estava oculto aos olhos dos gentios estava pronto
a ser revelado em seus corações.

“Buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração. Serei achado de vós, diz o Senhor…”  (Jeremias 29.13-14)

Jesus, o “amigo secreto” revelado aos homens veio recebendo a adoração Daqueles que verdadeiramente O buscaram.  Ele é o maior presente, mas também o maior presenteador, como está escrito:

Por mim governam príncipes e nobres; sim, todos os juízes da terra.
Eu amo aos que me amam, e os que cedo me buscarem, me acharão.
Riquezas e honra estão comigo; assim como os bens duráveis e a justiça.
(Provérbios 8:16-18)
Infelizmente muitos só estão esperando receber de Deus os “presentes desta Terra”, quando o Maior Presente está sendo relegado a um segundo plano.  É necessário que aprendamos que a adoração a Deus  envolve o nosso melhor louvor, como está escrito em Hebreus:

Portanto, ofereçamos sempre por ele a Deus sacrifício de louvor, isto é, o fruto dos lábios que “confessam o seu nome”. (Hebreus 13:15).

Por isso, é importante saber que Jesus esta acessível a todos que desejam lhe adorar e lhe buscar.  Não importa como somos ou como estamos, mas se fato O buscamos e O adoramos.

Muitas vezes achamos que conhecemos a Deus pela nossa religião, por acharmos que sabemos tudo Dele, mas depois como Jó verificamos que conhecia apenas de ouvir falar.

O Senhor deseja ser encontrado não somente no dia que é lembrado pelo seu nascimento, pela dia de sua vinda, mas nos momentos mais importantes da nossa vida.

O maior presente de todos está acessível a todos que o buscarem. Como ele mesmo disse:

 Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á; Porque qualquer que pede recebe; e quem busca acha; e a quem bate abrir-se-lhe-á. (Lucas 11:9-10)

Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade. (João 4:24)

 

 

 

Anúncios

Sobre Anderson Cássio de Oliveira

Líder do ministério Missão Com Cristo, avivalista apologético, trabalha principalmente com ensino, discipulado e serviço cristão, voltados a levar a Igreja do Senhor a um avivamento genuíno (com base nas Escrituras). Administrador do blog de missões - Chamado para as Nações.
Esse post foi publicado em artigos, Estudos Bíblicos e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s