Reparadores de Brechas (parte 1)


reparadores2

E os que de ti procederem edificarão as ruínas antigas; e tu levantarás os fundamentos de muitas gerações; e serás chamado reparador da brecha, e restaurador de veredas para morar. (Isaías 58:12)

No tempo do profeta Isaías as coisas não eram tão diferentes do que é hoje em termos de de busca por Deus. Diz a palavra de Deus que o povo buscava o Senhor, porém essa busca não passava de um mero ritual religioso sem vida e que isso nada produzia em termos de  vida com Deus e com os seus semelhantes.
Quando o profeta profere uma palavra sobre a transgressão do Seu povo, Israel vivia um tempo onde a vontade de Deus era deixada de lado. Eles viviam na idolatria, não tinham compromisso com a palavra de Deus e seus mandamentos, mesmo assim, por uma questão de tradição e cultura, continuavam a cultuar ao Senhor. O fato é que aquela “religiosidade aparente” e o agir “politicamente correto” daquele povo não agradava o Senhor.

Diz as Escrituras que o povo jejuava e perguntava pra Deus por que Ele não se atentava para as sua orações e práticas. A resposta de Deus foi bem clara e direta :
Eles não praticavam a Sua justiça e viviam uma vida independente de Deus.
Era um povo muito individualista , como que  vemos hoje, que só pensavam em si, como consumidores e não como provedores de Deus. Eles jejuavam, mas viviam em rixas e brigas. Se achegavam ao Senhor, mas não era para viver segundo a Sua Vontade e sim para viver segundo seus próprios interesses pessoais.

Sabe, queridos naquela época o povo havia esquecido de alguns pontos importantes da vida com Deus como o amor a próximo, a santidade e a justiça de Deus.
Tal como no passado, vemos hoje em  algumas comunidades cristãs já não se ouve falar dos atributos de Deus, bem como, essas doutrinas tão importantes. Em muitos lugares a corrupção deste mundo tem predominado e a apostasia e as heresias são coisas tão nítidas que só não enxerga quem  está envolvido ou manipulado. Naquele tempo  a usura, a mentira e a opressão estavam disfarçadas através de uma capa religiosa. Não somente na esfera religiosa, mas a nação toda sofria pelo “espírito de corrupção” que havia naquele tempo.  Apesar de tudo isso, diz a Palavra de Deus que o Senhor estava levantando entre aquele povo uma geração de  reparador de brechas. A versão judaica,que entendo ser mais abrangente, diz o seguinte:

E aqueles que restarem dentre ti” edificarão os antigos lugares arruinados e tu restaurarás os fundamentos das muitas gerações; e tu serás chamado Gadar-Peretz, o restaurador das veredas para que nelas vivamos.(Is 58:12).

Vemos que os que edificariam não seriam todos, mas  um povo remanescente, ou seja, aqueles que restariam dentre o povo de Deus e que sobreviveriam ante a destruição do templo, ante a perseguição dos inimigos e ante a corrupção daquele tempo.
A palavra diz que aquela geração edificaria os lugares arruinados, aquilo que fora destruído e que também “restauraria os fundamentos ” de muitas gerações. E isso não refere-se a um a algo físico, mas espiritual.  Como está escrito:

Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?
(1 Cor 3:16)

Essas ruínas não são relacionadas ao templo físico destruído, mas ao templo espiritual que se encontra no coração de cada homem.  Creio que esta restauração começa primeiramente no coração de cada crente. E serão esses crentes restaurados que irão ser levantados para restaurar sua geração.  Essa geração levantará aquilo que foi destruído,ou digamos, trará de volta as bases da Palavra de Deus na vida espiritual do Povo. Restaurar fundamentos significa  “trazer  de volta” a Deus (Teshuvá) , colocando o Senhor novamente no Centro.  Esse restauração  trará de volta as origens, a  doutrina bíblica para a vida do homem,mas acima de tudo fará com que povo a pratique. Esse trazer de volta envolvem novamente a prática da santidade, do amor ao próximo e da justiça de Deus no meio do Seu povo.

Amados, creio que o Senhor despertará muitos e  levantará nesse tempo uma geração de reparadores de brechas. Uma geração que reparará as brechas “espirituais” de antigas gerações. Uma geração trará de volta os fundamentos do evangelho e construirá “muros espirituais de proteção” através de suas intercessões e a da adoração. Mas creio que o maior legado desses reparadores de brechas dessa geração é relacionada ao sua relação com a santidade, do altruísmo e da justiça de Deus.

 

Anúncios

Sobre Anderson Cássio de Oliveira

Líder do ministério Missão Com Cristo, avivalista apologético, trabalha principalmente com ensino, discipulado e serviço cristão, voltados a levar a Igreja do Senhor a um avivamento genuíno (com base nas Escrituras). Administrador do blog de missões - Chamado para as Nações.
Esse post foi publicado em artigos. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s