Buscai e vivei (parte 1)


buscai a Deus
Porque assim diz o Senhor à casa de Israel: Buscai-me, e vivei. (Amós 5:4)

A pessoa quando está sendo acometida de uma enfermidade para a morte não possui outra alternativa a não ser buscar a cura que irá trazer de volta a sua vida.

Existem, porém pessoas que não possuem mais amor a vida e se entregam diante das enfermidade e dos problemas.

Dificilmente uma pessoa admite estar doente ou enferma se algo drástico, não venha a acontecer na sua vida. O coração do homem é duro no que se refere ao pecado e admitir que “não estamos bem”, que pecamos é uma virtude de poucos.

As Sagradas Escrituras conta a história a história do Rei Ezequias que recebeu de Deus uma mensagem bastante preocupante. Assim diz a palavra do Senhor:

Naqueles dias, Ezequias adoeceu duma enfermidade mortal, veio ter com ele o profeta Isaías, filho de Amoz e lhe disse: “Assim diz o Senhor, põe em ordem tua casa, porque morrerás e não viverás (II Rs 20:1)

Não é fácil receber uma notícia de um perigo iminente, principalmente quando estamos gravemente enfermos e quando isso envolve também a nossa partida desse mundo.

Mas isso foi o que aconteceu com o Rei Ezequias. Ezequias era o rei de Judá e segundo as Escrituras eram um homem que começou a reinar com 25 anos e seu reinado durou quase 30 anos. Era um homem que confiava em Deus e fazia o que era reto perante Ele (2 Reis 18:1-3). Foi no seu reinado que Judá experimentou um avivamento espiritual e uma reforma cuja influência trouxe grande modificação nos costumes morais e políticos.

Mesmo diante de tudo isso, Ezequias recebeu uma profecia que abalaria sua vida espiritual e a vida daqueles que estavam em “sua casa”.

Vale ressaltar que a vida espiritual de Ezequias era de integridade e retidão. Sobre sua casa, sua família e descendência não havia nada claro nas Escrituras sobre suas atitudes que precisassem de uma repreensão.

Porém no livro de 2 Crônicas mostra que mesmo diante da fidelidade a Deus de Ezequias, podemos tomar atitudes cruciais que podem mudar nossa trajetória.  Diz a palavra de Deus:

E muitos traziam a Jerusalém presentes ao Senhor, e coisas preciosíssimas a Ezequias, rei de Judá, de modo que depois disto “foi exaltado” perante os olhos de todas as nações. Naqueles dias Ezequias adoeceu mortalmente; e orou ao Senhor, o qual lhe falou, e lhe deu um sinal.
Mas não correspondeu Ezequias ao benefício que lhe fora feito; porque o seu coração se exaltou; por isso veio grande ira sobre ele, e sobre Judá e Jerusalém. (2 Crônicas 32:23-25 )

Amados, se existe algo que o Senhor coloca por terra é  a exaltação e a soberba  de um homem, quer ele sendo filho de Deus ou não. A Bíblia diz:

A soberba precede a destruição, e a altivez do espírito precede a queda. Melhor é ser humilde de espírito com os mansos, do que repartir o despojo com os soberbos. (Pv 16: 18-19)

Portanto, todo aquele que a si mesmo se exaltar será humilhado, e todo aquele que a si mesmo se humilhar será exaltado.(Mt 23:12)

Essa exaltação que é referida não é um ânimo exacerbado, uma gabação, mas o sentido está ligado a origem do hebraico Alayv , (Alliah, Alah )que deu origem também a palavra em arábe Alah que significa ascensão , subir além ou ir para cima. Resumindo exaltado era aquele que em seu coração queria ser semelhante a Deus.

Aliás, Lúcifer foi lançado por terra devido sua altivez e sua exaltação nesse sentido.  (Isaías 14:12).Conforme está escrito:

E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei, aos lados do norte. Subirei sobre as alturas das nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo. (Isaías 14:13,14)

E contudo levado serás ao inferno, ao mais profundo do abismo.(Isaías 14:15)

Diz as Escrituras que foi expulso o grande dragão, a antiga serpente, que se chama diabo e Satanás, o sedutor de todo o mundo, sim, foi atirado para a terra, e, com ele, os seus anjos — Apocalipse 12:9.

Não é a toa que muitos imperadores cruéis (Herodes), ditadores implacáveis(Hitler)  e déspotas de todos os tempos ( gerações passadas ou mesmo dessa geração) tiveram seu destino traçado pelo Eterno devido as suas supras exaltações.  Podemos entender com isso, que o Senhor os tempos antigos como no de  Ninrode abate o homem que deseja ser semelhante a Ele.

E isso não foi diferente com o fiel Ezequias que mesmo ter uma vida espiritual correta diante de Deus “derrapou na curva” de sua vida e quase a teve ceifada.

Por isso, vigiemos em nosso modo de pensar e agir , pois podemos pecar grandemente e ter nossa vida comprometida através de pequenas  atitudes que para Deus podem ser cruciais.

Ezequias reconheceu isso e na continuação deste estudo abordaremos essa questão, mas que estejamos preparados com as pequenas atitudes, que muitas vezes podem ser cruciais e não sejamos pegos de surpresa pela exaltação própria ou por aquilo que temos ou somos.

Que possamos reconhecer quando as situações favoráveis  nos fazem “subir a cabeça” uma coroa e um mérito que não é nosso, mas do próprio Deus.

O apóstolo Tiago nos  ensina em sua epístola quanto a necessidade de vivermos uma vida de busca por Deus e entrega total a Ele. Uma busca que reconhece sua limitações e pecados. Uma vida longe da soberba, do orgulho e da exaltação de ser semelhante a Deus.

Diz assim a epístola de Tiago:

Por isso diz a Escritura: “Deus se opõe aos orgulhosos, mas concede graça aos humildes”. Portanto, submetam-se a Deus. Resistam ao diabo, e ele fugirá de vocês.Aproximem-se de Deus, e ele se aproximará de vocês! Pecadores, limpem as mãos, e vocês, que têm a mente dividida, purifiquem o coração.
Entristeçam-se, lamentem e chorem. Troquem o riso por lamento e a alegria por tristeza.
Humilhem-se diante do Senhor, e ele os exaltará.
Tiago 4:6-10

 

Publicado em artigos | Deixe um comentário

Andando intimidado ou vivendo em intimidade ? (parte 2)


ADORADOR

A intimidade do SENHOR é para os que o temem, aos quais ele dará a conhecer a sua aliança.” (Salmos 25:14.)

Como dissemos no estudo anterior podemos viver de 2 maneiras ou intimidado pelo inimigo, circunstância ou pelo pecado ou viver na intimidade com Deus.

2) Viver na “intimidade” com Deus – Podemos viver na intimidade de Sua busca  agradando-o de todo nosso coração,  segundo Sua perfeita Vontade, buscando seus segredos , conhecendo quem Ele é de fato.

Através disso, dessa intimidade, conhecemos a natureza de Deus e a também a  nossa própria , diante do propósito celestial numa  vida de temor e amor.Em contrapartida ao andar em intimidado, a intimidade com Deus além de produzir a verdadeira liberdade gera preciosos frutos na vida do crente.   A palavra do Senhor diz:

Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne.
Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis. Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais debaixo da lei. (Gálatas 5:16-18)

Como já foi dito, o Senhor nos liberta de medos,de pecados, da intimidação do diabo e da condenação da lei.  Tudo isso, porque a intimidade com Deus produz uma aliança profunda com o homem, cuja lei não está baseada em ordenanças punitivas de pedra, mas em mandamentos de amor escritos no interior (consciência) do homem.  Como está escrito:

Mas esta é a aliança que farei com a casa de Israel depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei a minha lei no seu interior, e a escreverei no seu coração; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo. (Jeremias 31:33)

Não podemos viver em intimidade com Deus se não nossa liberdade e busca é condicionada por leis e mandamentos humanos.  É através da graça de Deus (favor imerecido) que entendemos a diferença entre medo e temor.  Paulo diz aos gálatas que aqueles que buscam se justificar na Lei, da Graça decaístes (Gálatas 5:4)

A intimidade com Deus é o resultado de uma vida no Espírito, ou seja, quanto mais me consagro, mais recebo da Sua Unção, mais  me aproximo Dele  e de Sua Vontade.

Uma vida cuja esperança e justiça provem da fé em Cristo Jesus que atua pelo amor  e nada mais.(Gálatas 5:6).

Paulo ressalta que essa liberdade não é para ser usada em atitudes carnais , mas antes pelo serviço a Deus e aos homens, sendo servos uns aos outros em amor. (Gálatas 6:13).

 

Publicado em artigos, Estudos Bíblicos | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

4 dicas importantes para andar com Cristo.


andar como ele andouDe sorte que, meus amados, assim como sempre obedecestes, não só na minha presença, mas muito mais agora na minha ausência, assim também operai a vossa salvação com temor e tremor;
Porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade.
Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas; Para que sejais irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis, no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo; Retendo a palavra da vida, para que no dia de Cristo possa gloriar-me de não ter corrido nem trabalhado em vão.
Filipenses 2:12-16

Amados, se existe algo que precisamos urgentemente é saber andar com cristãos(pequenos cristos) . Por isso, listo abaixo 4 dicas importantes que tenho como relevantes em como andar com Cristo.

1) Trabalhar com temor e tremor pela sua salvação; (Fp 2:12-16) –  Paulo entendia que
a salvação em Cristo Jesus passava pelo crivo do temor e tremor, ou seja, com cuidado e reverência.  O temor refere-se a nossa atitude interna de cuidado e respeito pelas coisas sagradas sem intenção de profaná-la ou blasfemá-la.  Já o tremor são os cuidados as atitudes externas, nosso falar, gestos e o nosso agir em relação ao temor e estão relacionadas ao nosso corpo. O livro de Efésios fala muito bem sobre esse assunto dizendo:

Mas a fornicação, e toda a impureza ou avareza, nem ainda se nomeie entre vós, como convém a santos; Nem torpezas, nem parvoíces, nem chocarrices, que não convêm; mas antes, ações de graças.Porque bem sabeis isto: que nenhum devasso, ou impuro, ou avarento, o qual é idólatra, tem herança no reino de Cristo e de Deus. Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência. Portanto, não sejais seus companheiros. (Ef 5:3-7)

2)Viver uma vida de justiça e retidão  (Sl 119:1-2;2 Cor 5:21; Ef 4:24; Sl 25:21)
Quem vive nesse temor e tremor consegue  viver uma vida de justiça e retidão, pois
é guiado por Deus. É claro que esse andar não significa uma vida de  perfeição e que não está sujeito  a falhas.  O difirencial é que quem vive assim “não vive a pecar” nessas áreas
produzindo assim o fruto do Espírito e não se comunicando com as obras infrutíferas das trevas(Ef 5:9-11) . Um exemplo disso foi Noé (Gn 6:7-8).   Existe um rica recompensa para aqueles que andam em retidão diante de Deus.  Como diz o livro de Provérbios

“Ando pelo caminho da retidão, pelas veredas da justiça, concedendo riqueza aos que me amam e enchendo os seus tesouros.” (Provérbios 8.20-21).

3) Fazer as coisas sem contenda ou murmuração  –  As murmurações e as contendas que acontecem são algo que Deus odeia e abomina (Pv 6:16-19). Lembram dos murmuradores no deserto, a consequência aos seus atos foram mortais (Ex 17:1-7).

Diz assim a palavra de Deus  :

Fazei todas as coisas sem murmurações nem críticas,
a fim de serdes irrepreensíveis e inocentes, filhos de Deus íntegros no meio de uma sociedade depravada e maliciosa, onde brilhais como luzeiros no mundo”(Filipenses 2:12-15).

Fazer as coisas de Deus sem reclamar ou murmuram são virtudes de poucos. A palavra de Deus é bem claro ao dizer que murmurar além de ser algo abominável, torna o cristão repreensível por Deus, ou seja, se torna igual a quem vivendo segundo o curso deste mundo.

4) Dar bom testemunho de um verdadeiro cristão.

Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados;
E andai em amor, como também Cristo vos amou, e se entregou a si mesmo por nós, em oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave.
Porque noutro tempo éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor; andai como filhos da luz
Efésios 5:8

Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou.
1 João 2:6

“Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios e sim como sábios, remindo tempo, porque os dias são maus.” (Efésios 5.15-16).

 

Publicado em artigos | Marcado com | Deixe um comentário

Entendendo a permissão de Deus(parte 2)


proposito2

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.
(Eclesiastes 3:1)

No momento que escrevo esta mensagem é passado alguns dias do acidente aéreo com maior repercussão mundial em nosso tempo e que vitimou mais de 77 pessoas, na maioria integrantes, jogadores do time do Chapecoense e alguns jornalistas.  Dentre esses 71 morreram e 6 foram resgatados com vida.

Através de uma situação como essa fica as pergunta:

Por que Deus permite a morte de vários e salva alguns ?
Como entender a vontade de Deus para os que morreram e
o livramento para os que ficaram vivos ?

Pois bem, a questão não é por que Deus permite, mas essa questão :

Porque não entendemos a soberania de Deus ?
Por que o homem (humanidade) não entende que é falho e mortal?

Pois bem, a resposta para todas essas perguntas, se chama PROPÓSITO:

Tem um episódio na Bíblia que exemplifica muito bem isso. Foi o caso da morte de
Estevão. Estevão foi um dos escolhidos pelos apóstolos para ser diácono, entre os 7 homens de boa reputação e que eram cheios do Espírito Santo e de sabedoria. (At0s 6:3-5)
Em razão do propósito que o Senhor tinha para sua vida. Por ser um homem cheio do Espírito falava algumas verdades que pregava incomodava os religiosos judeus que por isso viram motivo de apedrejá-lo.

E foi através de sua morte como mártir que surgiu outro personagem bíblico importante para o cristianismo, o apóstolo Paulo. Conforme está escrito:

E, expulsando-o da cidade, o apedrejavam. E as testemunhas depuseram as suas capas aos pés de um jovem chamado Saulo.  E apedrejaram a Estêvão que em invocação dizia: Senhor Jesus, recebe o meu espírito. (Atos 7:58-59).

Como entendermos isso.. a morte de um homem de Deus e o surgimento do ministério de outro.  Somente através do Propósito de Deus. Propósito significa intenção , projeto, objetivo e finalidade. Quando falamos propósito, isso não quer dizer, que Deus desejou a morte de alguém ou que essa foi sua vontade.

Dizem as Escrituras que o Senhor não deseja a morte de ninguém..nem do mais perverso homem , mas que eles venham a se converter e se salvar. (Ezequiel 18:21-23).

Portanto, entendo que essa morte não é a terrena, mas o que chamamos de segunda morte que é o julgamento dos não salvos (Ap 20:11-15).

Como seres humanos não entendemos os propósitos de Deus e nem sua soberana vontade, por isso compreender a fatalidade e a morte quando elas acontecem não são tarefas fáceis para qualquer pessoa, principalmente quando somos vítimas da negligência ou da natureza maligna do ser humano.

Além de não entendermos os propósitos de Deus e o fatalismo da morte acreditamos muitas vezes que nossa vida se resume nessa passagem que tivemos. Diz assim a palavra do Senhor:

Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens.
1 Coríntios 15:19

Gostaria de me deter não apenas no fato de como crentes esperarmos em Cristo Jesus, mas na expressão de Paulo “só nesta vida”.

A morte no hebraico (mavet) significa separação não somente de uma vida terrena, mas também da ligação com o Criador. Lembremos que o propósito de Deus é a vida Eterna para a humanidade, refletindo assim Sua imagem e semelhança (Gn 1:26-27)

A vinda do Filho de Deus veio justamente para nos dar essa nova vida .

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna (João 3:16)

E foi justamente essa separação de Deus que trouxe o medo ao ser humano , inclusive pela morte.  Por isso, muitas vezes não entendemos esse momento, quando acontece essa passagem da vida pela morte.

Precisamos distinguir a morte física da morte espiritual.  Enquanto uma é finita a outra é Eterna. Enquanto uma nos separa dos homens a outra nos separa definitivamente de Deus. Todos nós morreremos fisicamente algum dia, a palavra de Deus nos diz que da mesma forma que nascemos, também a  morte física tem seus dias ordenados  (Salmos 139:16;Jó 14:5).  O livro de Jó diz que vivemos pouco tempo, estamos sujeitos a muitas provações e como a flor crescemos e logo murchamos (Salmos 139:1-2). O salmista também enfatiza isso dizendo:

Pois ele conhece a nossa estrutura; lembra-se de que somos pó. Quanto ao homem, os seus dias são como a erva, como a flor do campo assim floresce. Passando por ela o vento, logo se vai, e o seu lugar não será mais conhecido. (Salmos 103:14-16)

Pedro escrever: Porquanto: “todo ser humano é como a relva e toda a sua glória, como a flor da relva; a relva murcha e cai a sua flor,  (1 Pe 1:24)

Mas seria isso o fim ?

A resposta está no versículo seguinte do salmos 103:16:

Mas a misericórdia do Senhor é desde a eternidade e até a eternidade sobre aqueles que o temem, e a sua justiça sobre os filhos dos filhos; (Salmos 103:17)

As Misericórdia do Senhor e o Privilégio de Viver

Então, formou o SENHOR Deus ao homem do pó da terra e lhe soprou nas narinas o fôlego de vida, e o homem passou a ser alma vivente (Gênesis 2:7 )

A palavra de Deus é bem claro ao dizer que formou o homem do pó, ou seja, daquilo que não era NADA. e lhe deu o Seu fôlego. E foi através desse fôlego, (hb neshamah )que temos vida.  O livro de Eclesiastes é bem claro quanto a nossa formação:

O pó volte à terra, de onde veio, e o espírito (fôlego) volte a Deus, que o deu (Eclesiastes 12:7)

Precisamos compreender que somos pó, ou seja, estávamos “mortos”, eramos sem vida, sem serventia nenhuma e que o Senhor nos deu o privilégio de viver.  O Senhor não tira a vida, apenas recolhe o sopro que nos deu.  Por isso o conceito de imortalidade da alma e ressurreição acabam sendo incompreendidos desde as épocas mais remotas.

Amados, foi através do Amor do Senhor e sua misericórdia que temos o privilégio de viver neste lugar que Ele preparou para nós. É por isso que não entendemos ainda assuntos complexos como a Paternidade de Deus, Seu Reino, o pecado e a Morte, pois temos ainda o Dna da Eternidade em nosso ser e isso nos foi separado no Éden.

Infelizmente, pelas nossas escolhas no princípio de tudo e o modo de vida que hoje vivemos preferimos viver distante de Deus.  Além disso, vivemos num mundo cheio de maldades, negligências e cujos acidentes e fatalismos  nos fazem perder as pessoas que amamos e que durante essa vida nos fizeram tão bem.  E isso nos traz uma profunda tristeza e um sentimento estranho de perda. Mas as Escrituras  no dá uma rica esperança de vivermos novamente e encontrarmos aqueles amados, através da confissão de crer em Cristo e na esperança da ressurreição na sua vinda .  A palavra do Senhor diz:

A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação.(Romanos 10:9,10 )

Porque assim como a morte veio por um homem, também a ressurreição dos mortos veio por um homem. Porque, assim como todos morrem em Adão, assim também todos serão vivificados em Cristo. Mas cada um por sua ordem: Cristo as primícias, depois os que são de Cristo, na sua vinda (1 Coríntios 15:21-23)

E quando Ele viver, destruíra todos os seus inimigos, sendo  que o último inimigo será aniquilado será a morte.

Por isso devemos viver em Cristo, com Cristo e para Cristo neste tempo que temos o privilégio de viver nesta Terra, para que no dia da Sua Vinda, vençamos com Ele a vitória sobre tudo aquilo que nos entristece hoje, bem como, o maior dos nossos inimigos, ou seja, a morte.

Paulo nos alegra dizendo: Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados;Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.
Porque convém que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade, e que isto que é mortal se revista da imortalidade. E, quando isto que é corruptível se revestir da incorruptibilidade, e isto que é mortal se revestir da imortalidade, então cumprir-se-á a palavra que está escrita: Tragada foi a morte na vitória. (1 Coríntios 15:51-54)

 

 

Publicado em artigos, Estudos Bíblicos | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Habitando entre nós – Mensagem Natal 2016


nascimjesus1


E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai.  João 1:14


 
Foi assim. O menino nasce. E de uma forma sobrenatural é gerado. Sua chegada é precedida por previsão, milagres, avisos e perseguição. E mesmo antes de nascer, Aquele que iria mudar o mundo já causava inveja (de um tirano rei), a admiração de pastores locais e adoração de sábios reis.  E somente um menino predestinado nos céus para um propósito especial, poderia tão cedo e mesmo antes de nascer , mudar a situação da pequena Belém.

Deveria estar num palácio,num castelo ou numa hospedaria real mas foi numa manjedoura simples, alugada e provisória que o Rei resolveu nascer .
A estrela do céu não indicou um palácio real, mas uma manjedoura simples e especial onde o pequeno Cristo se encontrava. Recebeu o ouro, o incenso e a mirra dos sábios.
O Ouro era o tesouro ideal para um verdadeiro Rei. O Rei dos judeus e dos gentios.  O Rei dos reis e Senhor dos senhores .  O incenso era a fragrância certa para Aquele que andou purificando os ambientes fétidos deste mundo com uma santidade inigualável.  E a mirra significava a amargura e o sofrimento de alguém que nasceria adorado, mas que morreria traspassado como disse o profeta Simeão.(Lc 2:34-35)

Mas enquanto habitou entre nós, andou fazendo o bem, curando todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com Ele. (Atos 10:38).  Habitou entre nós e sentiu as mesquinhezas do nosso coração e como o jovem rico não quis repartir o seu quinhão.(Mt 19: 16-22). Enquanto esteve conosco sentiu a incredulidade de seus irmãos (João 7:1-9). Olhou para nossa cegueira “espiritual” e se compadeceu como foi com o cego de Jericó (Mc 10:46-52).
E foi habitando entre nós, pobres mortais, leprosos pelos nossos pecados que Ele habitou, mesmo nós sendo muitas vezes ingratos como os 9 leprosos curados de Samaria e Galiléia.(Lucas 17:11-19)

A palavra de Deus diz: Ele habitou entre nós… Verdadeiramente a habitação nesta terra não era o seu lugar preferido. Mal havia nascido e já não havia lugar,para Ele,  para o Messias prometido habitar. E mesmo adulto, dizem as Escrituras, não havia lugar certo para ele  habitar:

“As raposas têm suas tocas e as aves do céu têm seus ninhos, mas o Filho do homem não tem onde repousar a cabeça”.(Mateus 8:20)

Mas antes do Messias, do Rei , do Senhor, Ele era o Verbo de Deus que habitou entre e em nós.  E mesmo sem ter um lugar fixo para morar aprouve então o  Verbo de Deus  habitar em nosso coração pelo Espírito, conforme está escrito:

O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós.
João 14:17

Vós mesmos tendes demonstrado que sois uma carta de Cristo, resultante de nosso ministério, escrita não com tinta, mas com o Espírito do Deus vivo, não em tábuas de pedra, mas em tábuas de corações humanos! (2 Cor 3:3)

Sabe, queridos, da mesma forma que aquele menino perseguido que não tinha onde habitar, ele deseja HOJE morar em “um só lugar”, no nosso coração.
O Senhor deseja estar na nossa casa de outra forma.  O Messias deseja habitar em nós no templo do nosso coração conforme as Escrituras dizem:

O Deus que fez o mundo e tudo que nele há, sendo Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens;(Atos 17:24

Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?
(1 Coríntios 6:19)

Por isso, neste Natal, que o menino possa nascer e habitar na estrebaria do teu coração. Muitos possam dizer que não há lugar para ele, mas acima de todo lugar, o Cristo deseja habitar é no interior do teu coração.  Que nesse Natal você possa não somente se lembrar Dele,mas nascer com Ele, como uma nova criatura. Meu desejo é que você se torne parte da família Eterna, sendo um com Ele. Uma família que está espalhada em toda face da Terra, de todas nações, tribos, raças e línguas.(Ap 7:9). Que você seja parte da família de muitos filhos semelhantes a Jesus para a glória de Deus Pai.

Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo; Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor; E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade, Para louvor e glória da sua graça, pela qual nos fez agradáveis a si no Amado,” (Ef 1.3-6)

 

 

Publicado em artigos | Deixe um comentário

Meu filho, você me amas ?


jv-06-30

Depois de terem comido, perguntou Jesus a Simão Pedro: Simão Pedro: Simão, filho de João, amas-me mais do que estes? Respondeu-lhe: Sim, Senhor; tu sabes que te amo. Disse-lhe: Apascenta os meus cordeirinhos. (João 21:15)

Sabe, amados, estava num culto matutino da minha comunidade cristã, quando ouço a voz do Senhor dizendo: “Filho você me amas” ?

Você me ama mais que seus irmãos que não creem ?
Me ama mais que a liturgia que você reclama ?
Você me ama mais que as riquezas deste mundo?
Ama-me mais que as preocupações desta vida ?
Ama mais que sua ideologia política ?
Você ama mais que sua própria família ?

Quando ouvi essas coisas fiquei a meditar se verdadeiramente amava ao Senhor de acordo com o Seu amor.  Pois bem, depois dessas perguntas, logo veio a minha lembrança a pergunta que Jesus fez a Pedro.  Uma pergunta direta e objetiva de alguém que sondava o coração e conhecia a alma do homem falho e pecador. Naquele momento, Jesus usou o seu lado profeta e prevendo o que havia no coração do discípulo perguntou por três vezes se este O amava. ( João 21:15-17)

Este lado profeta, se manifestou anteriormente em  Judas Iscariotes, mas só que a reação foi bem diferente do de Pedro. Com Judas o Senhor não tinha nenhuma dúvida de quem o trairia.(Jo 13:11;18;21;26-27).   Creio que diante de um coração impenitente e propenso
não há nada a fazer a não ser o juízo de Deus. Em relação a Pedro, Jesus foi claro ao dizer que ele passava por um processo de conversão: “Quando te converteres..apascenta minhas ovelhas. ( João 21:17)

No caso de Pedro diz a palavra que Satanás o quis peneirar como trigo,mas que o Senhor rogou por ele (Lucas 22:31). A peneira separa o verdadeiro trigo daquilo que não é…
Embora inconstante, Pedro precisaria passar pelo processo de maturação, ou seja, de maturidade espiritual e vemos isso no discurso no dia de  Pentecostes (Atos 2:1-4).
Vemos isso também em sua atitude na questão dos animais em Atos 10-11.

O interessante é que Satanás precisou de permissão para poder peneirá-lo. Entendemos com isso, que podemos sim, como cristãos ser provados como também aconteceu com Jó,
mas são nossas atitudes ao longo da nossa caminhada que nos mostrarão se amamos ou não a Deus.

Fico a imaginar o Senhor sondando o nosso coração neste momento e vendo o que está passando em nossa vida e se realmente O amamos de todo nosso coração.

Há alguns  anos atrás uma colega de teologia perguntou a nossa professora:

– Se o Senhor conhece nosso coração, por que muitas vezes nos pergunta algo ?
Algo em meu interior respondeu: Aquilo que você ama você corre atrás para realizar.Realmente quando amamos, buscamos agradar a pessoa amada com algo ou com alguma declaração, bem como, vivendo uma vida que agrade aquela pessoa amada.  O Senhor sabe o que acontece em nosso coração, mas Ele deseja ouvir em nossa vida, declarações de uma noiva apaixonada e rendida.  Ele deseja saber também se vamos fazer Sua vontade.

A palavra de Deus diz:

Amarás, pois, o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças. (Deuteronômio 6:5)

“Aquele que tem os meus mandamentos e obedece a eles, esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado por meu Pai, e Eu também o amarei e me revelarei a ele.”
(João 14:21)

Por fim, entendo que amamos a Deus quando agimos e reagimos as suas ordens e mandamentos. Quando demonstramos com nossas atitudes que “realmente” O amamos, não somente de boca, fazendo SUA VONTADE, mostramos verdadeiramente esse amor.
Quando Jesus indagou a Pedro, Ele fez uma pergunta(Me amas?) mas também lhe deu uma comissão(apascentar suas ovelhas).  Como num relacionamento sincero  devemos entender que só declarações de amor não impressionam Deus, mas atitudes de fato.
E como disse certa vez.. o amor de fato .. requer um ato. (João 3:16)

 

Publicado em artigos | Deixe um comentário

Pertencimento Espiritual


cruz (4)
Assim, meus irmãos, vocês também morreram para a lei, por meio do corpo de Cristo, para pertencerem a outro, àquele que ressuscitou dos mortos, a fim de que venhamos a dar fruto para Deus.
(Romanos – 7:4)

Na Roma antiga, segunda estudos, cerca de 30% da população era constituída de escravos (+- 2 a 3 milhões de pessoas) que pertenciam a uma pequena elite que não chegava a 2% da população.  Viviam a metade destes escravos nos campos e o restante nas cidades.  Quando Paulo escreve sua carta aos romanos, metade dos escravos de Roma eram cristãos e sabiam muito bem o que significava pertencer a alguém.
Em razão disso, muitas cartas de Paulo fazem esta relação  entre servo e seu Senhor.   

Em latim o escravo era denominado “servus” e era despojado de todo direito, sendo que  o dono possuía todos os direitos sobre sua ele,  inclusive sobre sua vida e morte.

 Paulo  quando escreve aos irmãos de Roma também usa a ilustração de uma mulher que está sujeita ao marido enquanto ele vive,porém morto o marido, esta viúva esta livre para ter outro  relacionamento. (Romanos 7:2)

Da mesma maneira, agora os cristãos romanos, estavam livres da Lei, por meio do Corpo de Cristo e não mais pertenciam a outro senão Aquele que ressuscitou, isto é, Jesus, o Cristo.

Sabe, amados, vivemos num tempo onde muitos crentes não entenderam ainda a quem servem , como servem e pra que fim estão servindo.  Muitos tem a Deus como seu Salvador e poucos possuem o entendimento Dele como o Senhor de sua vidas. Em razão disso, vivem de qualquer jeito na forma de pensar, falar e agir.  Há também muitos crentes piolho, ou seja, que vão pela cabeça dos outros , quer sejam líderes ou mentores.

Vemos que tanto o que vive dissolutamente, quanto os que são levados por homens e suas doutrinas não possuem um senso de pertencimento de Cristo. São cristãos nominais, mas
não crentes de fato.  Por esta causa, por não possuírem a marca de Cristo em seu coração acabam se desviando no propósito que o Senhor tem em suas vidas.

Como vimos anteriormente os escravos, ou seja, os servos iam aonde o seu Senhor mandava, sendo guiados pelo seu Senhor.

Contudo, se sois guiados pelo Espírito, já não estais subjugados pela Lei. (Galatas 5:18)

Porquanto o pecado não poderá exercer domínio sobre vós, pois não estais debaixo da Lei, mas debaixo da Graça! Súditos da Justiça pela Graça (Romanos 6:14)

Paulo ao falar aos romanos, mostrava que o Senhorio daqueles homens havia mudado não servindo mais a carne e a Lei que os condenava, mas a Graça de Deus.

E da mesma maneira que  a esposa se submetia e se sujeitava ao marido, o crente em Cristo
Jesus precisa se sujeitar ao seu esposo em tudo. E foi essa relação de escravo e senhor e de uma nova aliança entre uma mulher (viúva) e seu marido é que Paulo quis ilustrar.
Não basta dizer apenas Senhor, Senhor.. mas obedecer como diz as Escrituras:

E por que me chamais: ‘Senhor, Senhor’, e não praticais o que Eu vos ensino?
(Lucas 6:46) 

Nem todo aquele que diz a mim: ‘Senhor, Senhor!’ entrará no Reino dos céus, mas somente o que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. (Mateus 7:21)

Por isso quando ouvimos a voz do Espírito em nosso coração e obedecemos nos tornamos Um com Ele. (João 17:20-21).

Precisamos discernir nesse tempo a quem estamos pertencendo:

Se a um sistema religioso baseado em mandamentos humanos ou se pertencemos a Cristo baseados na Sua Palavra.

Vós, servos, obedecei em tudo a vossos senhores segundo a carne, não servindo só na aparência, como para agradar aos homens, mas em simplicidade de coração, temendo a Deus. E tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor, e não aos homens,Sabendo que recebereis do Senhor o galardão da herança, porque a Cristo, o Senhor, servis. (Colossenses 3:22-24)

Pedro  disse aos apóstolos :

Mais importa obedecer a Deus do que aos homens. (Atos 5:29)

Por isso, amados, precisamos entender a quem pertencemos. Esse pertencimento espiritual precisa ser “exclusivamente” do Senhor.

E vocês também estão entre os chamados para pertencerem a Jesus Cristo. (Romanos – 1:6)
Julgais as coisas pela aparência!… Quem se gloria de pertencer a Cristo considere que, como ele é de Cristo, assim também nós o somos. (2 Corintios – 10:7)

 

 

Publicado em artigos | Deixe um comentário